Início » Notícias da Agropecuária » Sites e Especiais » Soja Brasil » Veja o que pode mexer com os preços da soja nesta semana

FIQUE DE OLHO!

Veja o que pode mexer com os preços da soja nesta semana

O mercado para o grão segue de olho nesta semana na relação comercial entre EUA e China; confira a análise da consultoria Safras & Mercado

14 de abril de 2019 às 09h03
Por Agência Safras
soja

Foto: Paraná Cooperativo/divulgação

O mercado de soja segue nesta semana de olho na relação comercial entre Estados Unidos e China.  A expectativa é de que novas vendas de soja americana para os chineses sejam anunciadas nos próximos dias, embora não haja indicações de que isso irá acontecer.

Acompanhe abaixo os fatos que deverão merecer a atenção do mercado de soja na próxima semana. As dicas são do analista de Safras & Mercado Luiz Fernando Roque:

– O mercado permanece à espera de novidades relacionadas à guerra comercial  entre EUA e China. Enquanto isso, os players analisam o panorama climático sobre o cinturão produtor norte-americano para a semeadura da nova  safra. Além disso, sinais de demanda pela soja dos EUA completam o quadro de fatores importantes;

– A falta de grandes novidades nas negociações entre americanos e chineses mantém o mercado lateralizado, sem movimentações relevantes nos contratos futuros em Chicago. O mercado aguarda por novas sinalizações de que um acordo  está mais próximo de ser assinado, e isso impede um maior volume de negócios na ponta compradora. Sem acordo, o mercado vai permanecer pressionado, sem fôlego para a busca de patamares mais elevados;

– O panorama climático sobre o Meio-Oeste norte-americano ganha força a cada dia. A manutenção de um clima úmido e com temperaturas baixas em boa parte do cinturão produtor deve trazer atrasos para a semeadura de milho, abrindo maior espaço para o plantio de uma área de soja maior do que a esperada inicialmente. Tal fato pode trazer um potencial produtivo maior para a nova safra de soja dos EUA, o que também pesa sobre o mercado;

– Apesar disso, havendo um prolongamento do clima adverso, a produtividade pode ser comprometida, o que talvez traga um movimento especulativo contrário (positivo) após a finalização dos trabalhos de plantio;

– No lado da demanda, o mercado espera que novas vendas de soja dos EUA para a China sejam anunciadas nos próximos dias, embora não haja indicações de que isso irá acontecer;

– De forma geral, os fatores fundamentais atuais continuam apontando para baixo, impedindo Chicago de retomar o patamar de US$ 9 na posição mais curta.

1 comentário

  1. Iveni Lourdes rigo em 14 de abril de 2019 às 19:54

    Gostaria de estar por dentro sempre das. Novidades sobre soja obrigada

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Sites e Especiais » Soja Brasil » Veja o que pode mexer com os preços da soja nesta semana

FIQUE DE OLHO!

Veja o que pode mexer com os preços da soja nesta semana

O mercado para o grão segue de olho nesta semana na relação comercial entre EUA e China; confira a análise da consultoria Safras & Mercado

14 de abril de 2019 às 09h03
Por Agência Safras
soja

Foto: Paraná Cooperativo/divulgação

O mercado de soja segue nesta semana de olho na relação comercial entre Estados Unidos e China.  A expectativa é de que novas vendas de soja americana para os chineses sejam anunciadas nos próximos dias, embora não haja indicações de que isso irá acontecer.

Acompanhe abaixo os fatos que deverão merecer a atenção do mercado de soja na próxima semana. As dicas são do analista de Safras & Mercado Luiz Fernando Roque:

– O mercado permanece à espera de novidades relacionadas à guerra comercial  entre EUA e China. Enquanto isso, os players analisam o panorama climático sobre o cinturão produtor norte-americano para a semeadura da nova  safra. Além disso, sinais de demanda pela soja dos EUA completam o quadro de fatores importantes;

– A falta de grandes novidades nas negociações entre americanos e chineses mantém o mercado lateralizado, sem movimentações relevantes nos contratos futuros em Chicago. O mercado aguarda por novas sinalizações de que um acordo  está mais próximo de ser assinado, e isso impede um maior volume de negócios na ponta compradora. Sem acordo, o mercado vai permanecer pressionado, sem fôlego para a busca de patamares mais elevados;

– O panorama climático sobre o Meio-Oeste norte-americano ganha força a cada dia. A manutenção de um clima úmido e com temperaturas baixas em boa parte do cinturão produtor deve trazer atrasos para a semeadura de milho, abrindo maior espaço para o plantio de uma área de soja maior do que a esperada inicialmente. Tal fato pode trazer um potencial produtivo maior para a nova safra de soja dos EUA, o que também pesa sobre o mercado;

– Apesar disso, havendo um prolongamento do clima adverso, a produtividade pode ser comprometida, o que talvez traga um movimento especulativo contrário (positivo) após a finalização dos trabalhos de plantio;

– No lado da demanda, o mercado espera que novas vendas de soja dos EUA para a China sejam anunciadas nos próximos dias, embora não haja indicações de que isso irá acontecer;

– De forma geral, os fatores fundamentais atuais continuam apontando para baixo, impedindo Chicago de retomar o patamar de US$ 9 na posição mais curta.

1 comentário

  1. Iveni Lourdes rigo em 14 de abril de 2019 às 19:54

    Gostaria de estar por dentro sempre das. Novidades sobre soja obrigada

Deixe um Comentário





Mais Notícias