Início » Notícias da Agropecuária » Sites e Especiais » Soja Brasil » Preço da soja sobe até R$ 1,50 mas dólar e prêmio mais baixos diminuem vendas

MERCADO AGRÍCOLA

Preço da soja sobe até R$ 1,50 mas dólar e prêmio mais baixos diminuem vendas

Nos Estados Unidos, o plano de auxílio de Trump aos produtores para enfrentar as perdas provenientes da guerra comercial influenciou o mercado

23 de maio de 2019 às 08h25
Por Agência Safras
soja Paraná

Foto: Paraná Cooperativo/divulgação

O mercado brasileiro de soja teve uma quarta-feira, dia 22, de poucos negócios e de preços mistos. As cotações futuras do grão na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) tiveram alta após uma recuperação do mercado. No entanto, a combinação de dólar, que caiu 0,17%, negociado a R$ 4,04, e prêmios mais baixos fizeram com que os valores no Brasil não subissem tanto. Em alguns casos, o preço da soja até caiu.

Lá fora, a notícia de que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, estaria para anunciar um plano de auxílio aos produtores para enfrentar as perdas provenientes da guerra comercial entre Estados Unidos e China pressionou o mercado. Trump estaria estudando disponibilizar US$ 15 bilhões.

No entanto, o anúncio de uma nova venda, de 131 mil toneladas de soja americana para destinos não revelados, e o atraso no plantio americano, com previsão de chuvas podendo retardar ainda mais os trabalhos, ajudaram na correção técnica dos preços.

Os contratos da soja em grão com entrega em julho fecharam com alta de 6,50 centavos de dólar por libra-peso ou 0,79%, a US$ 8,28 por bushel. A posição de agosto teve cotação de US$ 8,35 por bushel, com ganho de 6,75 centavos de dólar por libra-peso ou 0,81%.

No Brasil, a maior alta registrada foi no Porto de Paranaguá (PR), onde o preço subiu R$ 1,50 por saca, saindo de R$ 79,50 para R$ 81. Veja abaixo o fechamento:

    • Passo Fundo (RS): R$ 76
    • Região das Missões (RS): R$ 75
    • Porto de Rio Grande (RS): R$ 80
    • Em Cascavel (PR): o preço passou de R$ 73,50 para R$ 74,50
    • Porto de Paranaguá (PR): a saca subiu de R$ 79,50 para R$ 81
    • Em Rondonópolis (MT): a saca recuou de R$ 70,50 para R$ 69,50
    • Dourados (MS): a cotação baixou de R$ 70 para R$ 69,50
    • Rio Verde (GO): a saca permaneceu em R$ 69,50

Nova call to action

1 comentário

  1. Luis Eduardo Hernandez em 23 de maio de 2019 às 10:08

    Ok

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Sites e Especiais » Soja Brasil » Preço da soja sobe até R$ 1,50 mas dólar e prêmio mais baixos diminuem vendas

MERCADO AGRÍCOLA

Preço da soja sobe até R$ 1,50 mas dólar e prêmio mais baixos diminuem vendas

Nos Estados Unidos, o plano de auxílio de Trump aos produtores para enfrentar as perdas provenientes da guerra comercial influenciou o mercado

23 de maio de 2019 às 08h25
Por Agência Safras
soja Paraná

Foto: Paraná Cooperativo/divulgação

O mercado brasileiro de soja teve uma quarta-feira, dia 22, de poucos negócios e de preços mistos. As cotações futuras do grão na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) tiveram alta após uma recuperação do mercado. No entanto, a combinação de dólar, que caiu 0,17%, negociado a R$ 4,04, e prêmios mais baixos fizeram com que os valores no Brasil não subissem tanto. Em alguns casos, o preço da soja até caiu.

Lá fora, a notícia de que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, estaria para anunciar um plano de auxílio aos produtores para enfrentar as perdas provenientes da guerra comercial entre Estados Unidos e China pressionou o mercado. Trump estaria estudando disponibilizar US$ 15 bilhões.

No entanto, o anúncio de uma nova venda, de 131 mil toneladas de soja americana para destinos não revelados, e o atraso no plantio americano, com previsão de chuvas podendo retardar ainda mais os trabalhos, ajudaram na correção técnica dos preços.

Os contratos da soja em grão com entrega em julho fecharam com alta de 6,50 centavos de dólar por libra-peso ou 0,79%, a US$ 8,28 por bushel. A posição de agosto teve cotação de US$ 8,35 por bushel, com ganho de 6,75 centavos de dólar por libra-peso ou 0,81%.

No Brasil, a maior alta registrada foi no Porto de Paranaguá (PR), onde o preço subiu R$ 1,50 por saca, saindo de R$ 79,50 para R$ 81. Veja abaixo o fechamento:

    • Passo Fundo (RS): R$ 76
    • Região das Missões (RS): R$ 75
    • Porto de Rio Grande (RS): R$ 80
    • Em Cascavel (PR): o preço passou de R$ 73,50 para R$ 74,50
    • Porto de Paranaguá (PR): a saca subiu de R$ 79,50 para R$ 81
    • Em Rondonópolis (MT): a saca recuou de R$ 70,50 para R$ 69,50
    • Dourados (MS): a cotação baixou de R$ 70 para R$ 69,50
    • Rio Verde (GO): a saca permaneceu em R$ 69,50

Nova call to action

1 comentário

  1. Luis Eduardo Hernandez em 23 de maio de 2019 às 10:08

    Ok

Deixe um Comentário





Mais Notícias