Home » Sites e Especiais » Soja Brasil » Preço da soja na Bolsa de Chicago cai pela quarta vez consecutiva

SEMANA DE BAIXAS

Preço da soja na Bolsa de Chicago cai pela quarta vez consecutiva

Guerra comercial, previsão de clima favorável às lavouras dos Estados Unidos e demanda fraca pela produção americana pesaram sobre as cotações

18 de julho de 2019 às 17h28
Por Agência Safras
soja, grão, lavoura

Foto: Cepea/Divulgação

A semana não está sendo gentil com os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago, segundo a Safras & Mercado. A oleaginosa fechou a sessão desta quinta-feira, dia 18, com leve recuo, chegando ao quarto pregão consecutivo em queda.

De acordo com a consultoria, a falta de acordo comercial entre China e Estados Unidos e a previsão de clima favorável na próxima semana no Meio-Oeste pressionaram as cotações. “O mercado também avaliou as exportações semanais americanas”, informa.

Os embarques norte-americanos de soja, referentes à temporada 2018/2019, ficaram em 127,9 mil toneladas na semana encerrada em 11 de julho, segundo o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). Isso representa retração de 3% frente à semana anterior e queda de 68% ante à média das últimas quatro semanas. Para a temporada 2019/2020, ficaram em 198,4 mil toneladas. Os analistas esperavam exportações entre 350 mil a 700 mil toneladas.

Os contratos da soja em grão com entrega em agosto fecharam com baixa de 0,14%, a US$ 8,81 por bushel. A posição novembro terminou a US$ 8,99 por bushel, perda de 0,16%.

Deixe um Comentário





Home » Sites e Especiais » Soja Brasil » Preço da soja na Bolsa de Chicago cai pela quarta vez consecutiva

SEMANA DE BAIXAS

Preço da soja na Bolsa de Chicago cai pela quarta vez consecutiva

Guerra comercial, previsão de clima favorável às lavouras dos Estados Unidos e demanda fraca pela produção americana pesaram sobre as cotações

18 de julho de 2019 às 17h28
Por Agência Safras
soja, grão, lavoura

Foto: Cepea/Divulgação

A semana não está sendo gentil com os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago, segundo a Safras & Mercado. A oleaginosa fechou a sessão desta quinta-feira, dia 18, com leve recuo, chegando ao quarto pregão consecutivo em queda.

De acordo com a consultoria, a falta de acordo comercial entre China e Estados Unidos e a previsão de clima favorável na próxima semana no Meio-Oeste pressionaram as cotações. “O mercado também avaliou as exportações semanais americanas”, informa.

Os embarques norte-americanos de soja, referentes à temporada 2018/2019, ficaram em 127,9 mil toneladas na semana encerrada em 11 de julho, segundo o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). Isso representa retração de 3% frente à semana anterior e queda de 68% ante à média das últimas quatro semanas. Para a temporada 2019/2020, ficaram em 198,4 mil toneladas. Os analistas esperavam exportações entre 350 mil a 700 mil toneladas.

Os contratos da soja em grão com entrega em agosto fecharam com baixa de 0,14%, a US$ 8,81 por bushel. A posição novembro terminou a US$ 8,99 por bushel, perda de 0,16%.

Deixe um Comentário





Mais Notícias