Home » Sites e Especiais » Soja Brasil » Brasil pode colher 123,7 milhões de toneladas de soja, diz consultoria

SAFRA 2019/2020

Brasil pode colher 123,7 milhões de toneladas de soja, diz consultoria

Segundo a Safras & Mercado, o Paraná deve retomar o posto de segundo maior produtor nacional do grão, à frente do Rio Grande do Sul

19 de julho de 2019 às 12h44
Por Daniel Popov, de São Paulo
soja plantio rondonia chupinguaia

Lavoura eu Chupinguaia (RO) Foto: Agrosoja-RO

A consultoria Safras & Mercado realizou sua primeira estimativa para a safra de soja 2019/2020 de soja e prevê uma colheita na casa dos 123,7 milhões de toneladas. Esse total representa um crescimento de quase 5% ante as 118,3 milhões de toneladas (número da Safras & Mercado) da safra anterior. Vale ressaltar que a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) previu a safra 2018/2019 em 115 milhões de toneladas.

Esta é uma das primeiras estimativas no país sobre a safra brasileira de soja. Vale ressaltar que o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) já fez sua previsão (123 milhões de toneladas), algo próximo a da consultoria.

“Claro que essa perspectiva é sobre o potencial que a safra brasileira tem hoje. Não se cogita problemas climáticos ou perdas por qualquer razão, apenas a área plantada e a produtividade média para cada região. Quando a safra começar a ser plantada, deveremos rever isso”, diz o analista Fernando Gutierrez.

Área

O analista destaca que esta é a primeira safra, em anos, que a área não crescerá na média de 4% a 5% como costumava. A perspectiva é plantar 36,6 milhões de toneladas, 0,8% a mais que as 36,1 milhões de toneladas da temporada 2018/2019.

“O ritmo do aumento da área diminuiu bastante nessa temporada. As incertezas do mercado e o aumento dos custos estão preocupando os produtores e isso está impactando na perspectiva de ampliação”, diz Gutierrez.

Estados

A principal novidade é o Paraná retomando a segunda posição como maior produtor de soja do país. Segundo a Safras & Mercado, o estado deve produzir 19,6 milhões de toneladas, 18,7% a mais que as 16,5 milhões de toneladas colhidas na 2018/2019. lembrando que o Paraná teve uma forte quebra de safra por conta do clima no ano passado.

Por sua vez, o Rio Grande do Sul deve ter uma redução na produção e com isso volta deve voltar a ser o terceiro maior estado produtor de soja do país. Na safra 2019/2020, a perspectiva é de o estado colher 19,4 milhões de toneladas, ante as 20,4 milhões do ano passado.

Mato Grosso seguirá como maior produtor disparado do grão com 33,1 milhões de toneladas, 2,4% mais que os 32,3 milhões de toneladas de um ano antes.

Veja mais notícias sobre soja

Deixe um Comentário





Home » Sites e Especiais » Soja Brasil » Brasil pode colher 123,7 milhões de toneladas de soja, diz consultoria

SAFRA 2019/2020

Brasil pode colher 123,7 milhões de toneladas de soja, diz consultoria

Segundo a Safras & Mercado, o Paraná deve retomar o posto de segundo maior produtor nacional do grão, à frente do Rio Grande do Sul

19 de julho de 2019 às 12h44
Por Daniel Popov, de São Paulo
soja plantio rondonia chupinguaia

Lavoura eu Chupinguaia (RO) Foto: Agrosoja-RO

A consultoria Safras & Mercado realizou sua primeira estimativa para a safra de soja 2019/2020 de soja e prevê uma colheita na casa dos 123,7 milhões de toneladas. Esse total representa um crescimento de quase 5% ante as 118,3 milhões de toneladas (número da Safras & Mercado) da safra anterior. Vale ressaltar que a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) previu a safra 2018/2019 em 115 milhões de toneladas.

Esta é uma das primeiras estimativas no país sobre a safra brasileira de soja. Vale ressaltar que o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) já fez sua previsão (123 milhões de toneladas), algo próximo a da consultoria.

“Claro que essa perspectiva é sobre o potencial que a safra brasileira tem hoje. Não se cogita problemas climáticos ou perdas por qualquer razão, apenas a área plantada e a produtividade média para cada região. Quando a safra começar a ser plantada, deveremos rever isso”, diz o analista Fernando Gutierrez.

Área

O analista destaca que esta é a primeira safra, em anos, que a área não crescerá na média de 4% a 5% como costumava. A perspectiva é plantar 36,6 milhões de toneladas, 0,8% a mais que as 36,1 milhões de toneladas da temporada 2018/2019.

“O ritmo do aumento da área diminuiu bastante nessa temporada. As incertezas do mercado e o aumento dos custos estão preocupando os produtores e isso está impactando na perspectiva de ampliação”, diz Gutierrez.

Estados

A principal novidade é o Paraná retomando a segunda posição como maior produtor de soja do país. Segundo a Safras & Mercado, o estado deve produzir 19,6 milhões de toneladas, 18,7% a mais que as 16,5 milhões de toneladas colhidas na 2018/2019. lembrando que o Paraná teve uma forte quebra de safra por conta do clima no ano passado.

Por sua vez, o Rio Grande do Sul deve ter uma redução na produção e com isso volta deve voltar a ser o terceiro maior estado produtor de soja do país. Na safra 2019/2020, a perspectiva é de o estado colher 19,4 milhões de toneladas, ante as 20,4 milhões do ano passado.

Mato Grosso seguirá como maior produtor disparado do grão com 33,1 milhões de toneladas, 2,4% mais que os 32,3 milhões de toneladas de um ano antes.

Veja mais notícias sobre soja

Deixe um Comentário





Mais Notícias