JUSTIÇA

MST: concessionárias querem impedir manifestações em rodovias

Neste sábado, dia 14, completa-se uma semana da prisão do ex-presidente Lula. As concessionárias de rodovias estão entrando na Justiça para tentar impedir que entidades como o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) fechem estradas em protesto contra a prisão do petista. Em São Paulo, o Judiciário atendeu ao pedido da Auto Raposo Tavares […]

Neste sábado, dia 14, completa-se uma semana da prisão do ex-presidente Lula. As concessionárias de rodovias estão entrando na Justiça para tentar impedir que entidades como o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) fechem estradas em protesto contra a prisão do petista. Em São Paulo, o Judiciário atendeu ao pedido da Auto Raposo Tavares proibindo o bloqueio da rodovia. O juiz escreveu que o “direito de manifestação não prevalece sobre o dos usuários da rodovia”. Mas o resultado nem sempre é favorável. Na Bahia, a justiça local autorizou o MST a bloquear uma rodovia turística, conhecida como Estrada do Coco. O comentarista Dejalma Zimmer defende o pedido das concessionárias e critica a postura do MST.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *