Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Rural Notícias » Tragédia de Brumadinho pode ser o maior acidente de trabalho no Brasil

CONTABILIDADE

Tragédia de Brumadinho pode ser o maior acidente de trabalho no Brasil

O número de mortos já supera ao do rompimento da barragem da Samarco na cidade de Mariana, Minas Gerais, há três anos.

30 de janeiro de 2019 às 19h32
Por Canal Rural

Nesta quarta-feira, dia 30, a tragédia causada pelo rompimento da barragem em Brumadinho, interior de Minas Gerais, completou cinco dias. Paralelo às buscas aos 276 desaparecidos, que ganharam o reforço de bombeiros de quatro estados e da Força Nacional de Segurança, a Polícia Civil de Minas Gerais informou que vai ouvir nos próximos dias os cinco sobreviventes da avalanche de lama que atingiu a sede administrativa e o refeitório da Vale, além de casas, propriedades rurais e uma pousada que ficava próxima à barragem.

Também nesta quarta, o porta-voz do comitê de respostas rápidas da Vale, Sérgio Leite, disse que a doação de R$ 100 mil por família atingida independe das indenizações.

A tragédia de Brumadinho, que pode se tornar o maior acidente de trabalho da história do Brasil, não foi a única a matar pessoas e causar danos irreversíveis ao meio ambiente. O rompimento da barragem da Samarco, em Mariana, também em Minas Gerais, completou três anos. Confira um comparativo detalhado entre os danos causados pelo rompimento das duas barragens. Miguel Daoud comenta o assunto.

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Rural Notícias » Tragédia de Brumadinho pode ser o maior acidente de trabalho no Brasil

CONTABILIDADE

Tragédia de Brumadinho pode ser o maior acidente de trabalho no Brasil

O número de mortos já supera ao do rompimento da barragem da Samarco na cidade de Mariana, Minas Gerais, há três anos.

30 de janeiro de 2019 às 19h32
Por Canal Rural

Nesta quarta-feira, dia 30, a tragédia causada pelo rompimento da barragem em Brumadinho, interior de Minas Gerais, completou cinco dias. Paralelo às buscas aos 276 desaparecidos, que ganharam o reforço de bombeiros de quatro estados e da Força Nacional de Segurança, a Polícia Civil de Minas Gerais informou que vai ouvir nos próximos dias os cinco sobreviventes da avalanche de lama que atingiu a sede administrativa e o refeitório da Vale, além de casas, propriedades rurais e uma pousada que ficava próxima à barragem.

Também nesta quarta, o porta-voz do comitê de respostas rápidas da Vale, Sérgio Leite, disse que a doação de R$ 100 mil por família atingida independe das indenizações.

A tragédia de Brumadinho, que pode se tornar o maior acidente de trabalho da história do Brasil, não foi a única a matar pessoas e causar danos irreversíveis ao meio ambiente. O rompimento da barragem da Samarco, em Mariana, também em Minas Gerais, completou três anos. Confira um comparativo detalhado entre os danos causados pelo rompimento das duas barragens. Miguel Daoud comenta o assunto.

Deixe um Comentário





Mais Notícias