banner-3

O FUTURO CHEGOU

Parceria com a Nasa vai ajudar no manejo de pragas no Paraná

A tecnologia de monitoramento via satélite promete identificar problemas na lavoura e acionar robôs para aplicar defensivos

15 de junho de 2019 às 09h04
Por Pablo Valler, de Carambeí (PR)
Satélite orbitando ao redor da Terra

Foto: Pixabay

A Digital Agro, feira de tecnologia da informação para o agronegócio realizada em Carambeí (PR), discutiu o monitoramento de propriedades rurais via satélite. Uma parceria com a Agência Espacial Norte Americana (Nasa) promete identificar e combater pragas e fungos presentes em lavouras.

Americano de família brasileira, Fábio Teixeira é o idealizador do projeto. Ele conta que o teste começa em dezembro, com um satélite monitorando cerca de 4.600 lavouras do Paraná. A ideia é instalar cem para mapear a agricultura no mundo inteiro.

“Com isso seremos capazes de identificar os fenômenos no dia em que eles acontecerem; não um ou dois meses depois, quando já conseguimos ver a olho nu e o estrago foi grande”, afirma Teixeira.

Além de coletar informações, a tecnologia pode ser integrada a robôs que aplicarão, automaticamente, defensivos agrícolas para conter o avanço das pragas e doenças. Os produtores rurais não vão precisar nem sair do escritório.

 

2 comentários

  1. […] 15 de junho de 201915 de junho de 2019 às 09:04 […]

  2. […] 15 de junho de 201915 de junho de 2019 às 09:04 […]

Deixe um Comentário





Lamento, não encontramos nenhuma notícia.

banner-3

O FUTURO CHEGOU

Parceria com a Nasa vai ajudar no manejo de pragas no Paraná

A tecnologia de monitoramento via satélite promete identificar problemas na lavoura e acionar robôs para aplicar defensivos

15 de junho de 2019 às 09h04
Por Pablo Valler, de Carambeí (PR)
Satélite orbitando ao redor da Terra

Foto: Pixabay

A Digital Agro, feira de tecnologia da informação para o agronegócio realizada em Carambeí (PR), discutiu o monitoramento de propriedades rurais via satélite. Uma parceria com a Agência Espacial Norte Americana (Nasa) promete identificar e combater pragas e fungos presentes em lavouras.

Americano de família brasileira, Fábio Teixeira é o idealizador do projeto. Ele conta que o teste começa em dezembro, com um satélite monitorando cerca de 4.600 lavouras do Paraná. A ideia é instalar cem para mapear a agricultura no mundo inteiro.

“Com isso seremos capazes de identificar os fenômenos no dia em que eles acontecerem; não um ou dois meses depois, quando já conseguimos ver a olho nu e o estrago foi grande”, afirma Teixeira.

Além de coletar informações, a tecnologia pode ser integrada a robôs que aplicarão, automaticamente, defensivos agrícolas para conter o avanço das pragas e doenças. Os produtores rurais não vão precisar nem sair do escritório.

 

2 comentários

  1. […] 15 de junho de 201915 de junho de 2019 às 09:04 […]

  2. […] 15 de junho de 201915 de junho de 2019 às 09:04 […]

Deixe um Comentário





Mais Notícias

Lamento, não encontramos nenhuma notícia.