Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Rural Notícias » MT aplicou R$ 7,5 milhões em multas ambientais após mudança na fiscalização

À MARGEM DA LEI

MT aplicou R$ 7,5 milhões em multas ambientais após mudança na fiscalização

Secretária de Meio Ambiente do estado afirma que novo sistema identifica de forma rápida desmatamentos ilegais

28 de agosto de 2019 às 20h20
Por Canal Rural

Mato Grosso aplicou R$ 7,5 milhões em multas ambientais desde a mudança no modelo de monitoramento e fiscalização. As propriedades autuadas somam uma área equivalente a 1.500 hectares. Como a lei prevê que uma porcentagem do bioma pode ser desmatado, o presidente do Sindicato Rural de Marcelândia, Agenor Vieira de Andrade Neto, afirma que é preciso avaliar os dados com cuidado. “Deixamos claro que o nosso setor não apoia nada que seja ilegal, e sabemos que aqueles que se consideram à margem da lei devem responder pelos seus atos”, disse.

A secretária de Meio Ambiente do estado, Maureen Lazzaretti, afirmou que o desmatamento na área de Mato Grosso foi ilegal e que o próprio sistema já identifica de forma rápida se ele poderia ou não ser feito.

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Rural Notícias » MT aplicou R$ 7,5 milhões em multas ambientais após mudança na fiscalização

À MARGEM DA LEI

MT aplicou R$ 7,5 milhões em multas ambientais após mudança na fiscalização

Secretária de Meio Ambiente do estado afirma que novo sistema identifica de forma rápida desmatamentos ilegais

28 de agosto de 2019 às 20h20
Por Canal Rural

Mato Grosso aplicou R$ 7,5 milhões em multas ambientais desde a mudança no modelo de monitoramento e fiscalização. As propriedades autuadas somam uma área equivalente a 1.500 hectares. Como a lei prevê que uma porcentagem do bioma pode ser desmatado, o presidente do Sindicato Rural de Marcelândia, Agenor Vieira de Andrade Neto, afirma que é preciso avaliar os dados com cuidado. “Deixamos claro que o nosso setor não apoia nada que seja ilegal, e sabemos que aqueles que se consideram à margem da lei devem responder pelos seus atos”, disse.

A secretária de Meio Ambiente do estado, Maureen Lazzaretti, afirmou que o desmatamento na área de Mato Grosso foi ilegal e que o próprio sistema já identifica de forma rápida se ele poderia ou não ser feito.

Deixe um Comentário





Mais Notícias

Sorry, we couldn't find any posts. Please try a different search.