Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Rural Notícias » Mercado de reposição: preço do bezerro sobe 11% em um ano, diz Cepea

EM MATO GROSSO DO SUL

Mercado de reposição: preço do bezerro sobe 11% em um ano, diz Cepea

Menor oferta de animais, gerada pelo grande abate de fêmeas, e demanda maior para terminação foram alguns dos motivos que elevaram cotações

06 de novembro de 2019 às 16h34
Por Canal Rural

O preço do bezerro no acumulado de outubro registrou alta de 1,27%, de acordo com o indicador Esalq/BM&FBovespa. Segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), o valor em Mato Grosso do Sul, referência do indicador, fechou a R$ 1.386,93 na quarta-feira, 30. A média mensal de outubro, de R$ 1.356,07, supera em 1,4% a de setembro e em 11,16% a de outubro de 2018, em termos reais, ou seja, descontando a inflação.

Thiago Carvalho, pesquisador da entidade, analisa que a menor oferta de bezerros no campo, gerada pelo grande abate de fêmeas, é um dos motivos da alta. Outro fator é a valorização do boi gordo no mercado. “Os animais (boi gordo) estão valendo mais na terminação, então isso faz a procura (no mercado de reposição) aumentar”, comenta.

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Rural Notícias » Mercado de reposição: preço do bezerro sobe 11% em um ano, diz Cepea

EM MATO GROSSO DO SUL

Mercado de reposição: preço do bezerro sobe 11% em um ano, diz Cepea

Menor oferta de animais, gerada pelo grande abate de fêmeas, e demanda maior para terminação foram alguns dos motivos que elevaram cotações

06 de novembro de 2019 às 16h34
Por Canal Rural

O preço do bezerro no acumulado de outubro registrou alta de 1,27%, de acordo com o indicador Esalq/BM&FBovespa. Segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), o valor em Mato Grosso do Sul, referência do indicador, fechou a R$ 1.386,93 na quarta-feira, 30. A média mensal de outubro, de R$ 1.356,07, supera em 1,4% a de setembro e em 11,16% a de outubro de 2018, em termos reais, ou seja, descontando a inflação.

Thiago Carvalho, pesquisador da entidade, analisa que a menor oferta de bezerros no campo, gerada pelo grande abate de fêmeas, é um dos motivos da alta. Outro fator é a valorização do boi gordo no mercado. “Os animais (boi gordo) estão valendo mais na terminação, então isso faz a procura (no mercado de reposição) aumentar”, comenta.

Deixe um Comentário





Mais Notícias

Sorry, we couldn't find any posts. Please try a different search.