Home » Programas » Informação » Rural Notícias » Mercado agrícola monitora guerra comercial e safra dos Estados Unidos

GRÃOS

Mercado agrícola monitora guerra comercial e safra dos Estados Unidos

Consultoria Safras & Mercado afirma que dólar e prêmios em alta da soja podem favorecer avanço da comercialização da safra brasileira

14 de agosto de 2019 às 15h18
Por Canal Rural

Os Estados Unidos recuaram na aplicação da tarifa adicional de importação de 10% sobre alguns produtos chineses que entrariam em vigor a partir de 1° de setembro. A informação foi confirmada nesta terça-feira, 14, pelo escritório do representante comercial americano. Além disso, o órgão informou que a taxa sobre eletrônicos, como celulares e computadores, vai ser adiada para 15 de dezembro.

De acordo com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a trégua comercial com a suspensão e adiamento das tarifas considerou a temporada de vendas do Natal, como forma de evitar possíveis impactos econômicos ao país.

Luiz Gutierrez, analista da consultoria Safras & Mercado afirma que o adiamento vai dar alívio na tensão da guerra comercial no curto prazo. O analista também avalia que com dólar e prêmios em alta, os preços brasileiros estão elevados, dando oportunidade aos produtores conseguirem negociar sua safra.

Deixe um Comentário





Sorry, we couldn't find any posts. Please try a different search.

Home » Programas » Informação » Rural Notícias » Mercado agrícola monitora guerra comercial e safra dos Estados Unidos

GRÃOS

Mercado agrícola monitora guerra comercial e safra dos Estados Unidos

Consultoria Safras & Mercado afirma que dólar e prêmios em alta da soja podem favorecer avanço da comercialização da safra brasileira

14 de agosto de 2019 às 15h18
Por Canal Rural

Os Estados Unidos recuaram na aplicação da tarifa adicional de importação de 10% sobre alguns produtos chineses que entrariam em vigor a partir de 1° de setembro. A informação foi confirmada nesta terça-feira, 14, pelo escritório do representante comercial americano. Além disso, o órgão informou que a taxa sobre eletrônicos, como celulares e computadores, vai ser adiada para 15 de dezembro.

De acordo com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a trégua comercial com a suspensão e adiamento das tarifas considerou a temporada de vendas do Natal, como forma de evitar possíveis impactos econômicos ao país.

Luiz Gutierrez, analista da consultoria Safras & Mercado afirma que o adiamento vai dar alívio na tensão da guerra comercial no curto prazo. O analista também avalia que com dólar e prêmios em alta, os preços brasileiros estão elevados, dando oportunidade aos produtores conseguirem negociar sua safra.

Deixe um Comentário





Mais Notícias

Sorry, we couldn't find any posts. Please try a different search.