Home » Programas » Informação » Rural Notícias » Mais de 100 satélites vão monitorar desmatamento em Mato Grosso

PARCERIA INTERNACIONAL

Mais de 100 satélites vão monitorar desmatamento em Mato Grosso

Segundo o governo, os três biomas — Cerrado, Pantanal e Amazônia — serão acompanhados e terão ações diferenciadas

14 de agosto de 2019 às 20h27
Por Canal Rural

Mato Grosso contará com mais de 100 satélites para monitorar, em tempo real, qualquer desmatamento acima de meio hectare. Apresentado no Palácio Paiaguás, em Cuiabá (MT), a plataforma custará R$ 5,9 milhões por ano e será custeada pelo governo em parceria com a Alemanha e o Reino Unido.

“Teremos precisão absoluta, com imagens de alta qualidade, para comprovação de eventual dano ambiental sendo praticado. Vamos ter condições, inclusive, de agir antes que esse crime possa se avolumar ou se tornar de difícil reparação”, comemorou o governador Mauro Mendes.

De acordo com a secretária de Meio Ambiente do estado, Mauren Lazzaretti, o Cerrado e o Pantanal terão ações diferenciadas. “Não iremos nos importar exclusivamente com a Amazônia, não. Mato Grosso todo será monitorado e teremos ações para os três biomas”, afirma.

Deixe um Comentário





Sorry, we couldn't find any posts. Please try a different search.

Home » Programas » Informação » Rural Notícias » Mais de 100 satélites vão monitorar desmatamento em Mato Grosso

PARCERIA INTERNACIONAL

Mais de 100 satélites vão monitorar desmatamento em Mato Grosso

Segundo o governo, os três biomas — Cerrado, Pantanal e Amazônia — serão acompanhados e terão ações diferenciadas

14 de agosto de 2019 às 20h27
Por Canal Rural

Mato Grosso contará com mais de 100 satélites para monitorar, em tempo real, qualquer desmatamento acima de meio hectare. Apresentado no Palácio Paiaguás, em Cuiabá (MT), a plataforma custará R$ 5,9 milhões por ano e será custeada pelo governo em parceria com a Alemanha e o Reino Unido.

“Teremos precisão absoluta, com imagens de alta qualidade, para comprovação de eventual dano ambiental sendo praticado. Vamos ter condições, inclusive, de agir antes que esse crime possa se avolumar ou se tornar de difícil reparação”, comemorou o governador Mauro Mendes.

De acordo com a secretária de Meio Ambiente do estado, Mauren Lazzaretti, o Cerrado e o Pantanal terão ações diferenciadas. “Não iremos nos importar exclusivamente com a Amazônia, não. Mato Grosso todo será monitorado e teremos ações para os três biomas”, afirma.

Deixe um Comentário





Mais Notícias

Sorry, we couldn't find any posts. Please try a different search.