Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Rural Notícias » Dívidas: Renegociação pode fracassar sem garantia aos bancos, diz analista

NOVO PROGRAMA DO BNDES

Dívidas: Renegociação pode fracassar sem garantia aos bancos, diz analista

De acordo com Ricardo Alfonsin, é preciso medidas complementares para que as instituições bancárias se interessem pelo programa que oferece liquidação integral do passivo

20 de agosto de 2019 às 20h46
Por Canal Rural

O BNDES aprovou um novo programa para o produtor rural que está endividado. É o BNDES Pro-CDD Agro, que oferece liquidação integral de dívidas de produtores ou de cooperativas e tem R$ 5 bilhões de orçamento..

Com as mudanças, os produtores e fornecedores podem renegociar dívidas em 12 anos, com três anos de carência e com juros acima de 10% – em 2018, os juros chegavam a 12%. O receio gira em torno do baixo interesse dos bancos, pelo risco de os produtores não quitarem as dívidas. “Prevejo o fracasso dessa circular sem outras medidas que garantam os pagamentos de alguma forma aos bancos”, diz o analista jurídico Ricardo Alfonsin.

Deixe um Comentário





Sorry, we couldn't find any posts. Please try a different search.

Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Rural Notícias » Dívidas: Renegociação pode fracassar sem garantia aos bancos, diz analista

NOVO PROGRAMA DO BNDES

Dívidas: Renegociação pode fracassar sem garantia aos bancos, diz analista

De acordo com Ricardo Alfonsin, é preciso medidas complementares para que as instituições bancárias se interessem pelo programa que oferece liquidação integral do passivo

20 de agosto de 2019 às 20h46
Por Canal Rural

O BNDES aprovou um novo programa para o produtor rural que está endividado. É o BNDES Pro-CDD Agro, que oferece liquidação integral de dívidas de produtores ou de cooperativas e tem R$ 5 bilhões de orçamento..

Com as mudanças, os produtores e fornecedores podem renegociar dívidas em 12 anos, com três anos de carência e com juros acima de 10% – em 2018, os juros chegavam a 12%. O receio gira em torno do baixo interesse dos bancos, pelo risco de os produtores não quitarem as dívidas. “Prevejo o fracasso dessa circular sem outras medidas que garantam os pagamentos de alguma forma aos bancos”, diz o analista jurídico Ricardo Alfonsin.

Deixe um Comentário





Mais Notícias

Sorry, we couldn't find any posts. Please try a different search.