MÁS NOTÍCIAS

Decreto de armas é inconstitucional e pode cair, afirma Ricardo Alfonsin

O Supremo Tribunal Federal deve analisar se decreto de armas é válido na quarta, dia 26

O decreto que flexibiliza as regras de posse e porte de armas no Brasil é inconstitucional e pode ser derrubado pelo Supremo Tribunal Federal, afirma o analista jurídico Ricardo Alfonsin. Na quarta, dia 26, a Corte deve analisar a validade do texto assinado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


2 comentário em “Decreto de armas é inconstitucional e pode cair, afirma Ricardo Alfonsin

css.php
Assine grátis a melhor newsletter sobre agronegócios do Brasil