COMERCIALIZAÇÃO

Como a rastreabilidade abre mercados para o agricultor familiar

Alexandre Panov, representante do Comitê de Segurança Alimentar da Associação Paulista de Supermercados, traz mais informações

A primeira caravana da Família Nação Agro começa nesta segunda-feira, dia 10. O Canal Rural e o Senar São Paulo irão visitar cinco cidades do cinturão verde levando informação sobre a rastreabilidade de frutas e hortaliças. Um dos palestrantes do evento, o médico veterinário e representante do Comitê de Segurança Alimentar da Associação Paulista de Supermercados Alexandre Panov, traz mais informações sobre como as instruções normativas afetam o comércio com supermercados.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


3 comentário em “Como a rastreabilidade abre mercados para o agricultor familiar

  1. Título da reportagem totalmente tendencioso, pois em momento algum a rastreabilidade favorecerá o produtor, principalmente o produtor de agricultura familiar.

  2. É assim que se acaba com uma iniciativa que o agricultor teve.
    Ficam impondo uma porção de coisas que só atrapalham, desanimam quem está na luta do dia-a-dia no campo.
    Não ajudam o pequeno agricultor, tomam o pouco que ganham e impõem regras que nos atrapalham.
    Eu creio que isso mudará na hora que o assunto for levado ao novo presidente.
    Minha sugestão: vão pra casa, arrumem outra coisa que produza alguma coisa para o país e para o povo.
    Saiam do escritório com ar condicionado e venham bater uma enxada no campo.
    Esse país tem que mudar e vai mudar.
    Eu creio.

css.php
Assine grátis a melhor newsletter sobre agronegócios do Brasil