Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Rural Notícias » ‘Brasil não aguenta aumento da carga tributária’, afirma Daoud

MOVIMENTAÇÃO FINANCEIRA

‘Brasil não aguenta aumento da carga tributária’, afirma Daoud

Comentarista analisa proposta do governo de criar imposto sobre pagamento

10 de setembro de 2019 às 20h13
Por Canal Rural

O governo planeja taxar saques e depósitos em dinheiro com uma alíquota de 0,4%. A cobrança faz parte do imposto sobre pagamentos, que vem sendo comparado à antiga Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). A medida pode ser incluída na proposta da reforma tributária, que ainda será apresentada ao Congresso. A iniciativa foi anunciada em Brasília pelo secretário-adjunto da Receita Federal, Marcelo de Sousa Silva.

A carga tributária no Brasil é uma das mais onerosas do mundo, e dois projetos – um no Senado e outro na Câmara –, propõem mudanças. Uma delas seria unificar a cobrança para facilitar processos e diminuir custos.

“O Brasil não aguenta aumento da carga tributária, devido à fragilidade da economia”, afirma o comentarista Miguel Daoud. Para ele, o produtor tem duas opções: deixar de produzir por quebra, ou deixar de pagar impostos para continuar produzindo, o que torna essa estratégia do governo ruim para a atividade econômica, segundo Daoud.

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Rural Notícias » ‘Brasil não aguenta aumento da carga tributária’, afirma Daoud

MOVIMENTAÇÃO FINANCEIRA

‘Brasil não aguenta aumento da carga tributária’, afirma Daoud

Comentarista analisa proposta do governo de criar imposto sobre pagamento

10 de setembro de 2019 às 20h13
Por Canal Rural

O governo planeja taxar saques e depósitos em dinheiro com uma alíquota de 0,4%. A cobrança faz parte do imposto sobre pagamentos, que vem sendo comparado à antiga Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). A medida pode ser incluída na proposta da reforma tributária, que ainda será apresentada ao Congresso. A iniciativa foi anunciada em Brasília pelo secretário-adjunto da Receita Federal, Marcelo de Sousa Silva.

A carga tributária no Brasil é uma das mais onerosas do mundo, e dois projetos – um no Senado e outro na Câmara –, propõem mudanças. Uma delas seria unificar a cobrança para facilitar processos e diminuir custos.

“O Brasil não aguenta aumento da carga tributária, devido à fragilidade da economia”, afirma o comentarista Miguel Daoud. Para ele, o produtor tem duas opções: deixar de produzir por quebra, ou deixar de pagar impostos para continuar produzindo, o que torna essa estratégia do governo ruim para a atividade econômica, segundo Daoud.

Deixe um Comentário





Mais Notícias

Sorry, we couldn't find any posts. Please try a different search.