Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Rural Notícias » ‘Falas de Bolsonaro sobre Argentina podem prejudicar acordo Mercosul-UE’

ALERTA

‘Falas de Bolsonaro sobre Argentina podem prejudicar acordo Mercosul-UE’

Para doutor em relações internacionais, o presidente deveria repensar seu discurso para não prejudicar um tratado de sumo importância para o setor que o elegeu

19 de agosto de 2019 às 19h26
Por Pablo Valler, de São Paulo

O discurso do presidente Jair Bolsonaro contra o candidato à presidência da Argentina Alberto Fernández pode desestabilizar o Mercosul e prejudicar o acordo do bloco com a União Europeia, afirma o doutor em relações internacionais Vinicius Vieira.

“O presidente [Bolsonaro] deveria repensar suas falas para não melindrar os europeus, porque esse acordo é de suma importância para o agronegócio que o elegeu”, recomenda.

Segundo o analista de mercado Aedson Pereira, no mercado de carnes e frutas, há uma gama enorme de produtos que a UE pode comprar. “Na hora em que você gera um desconforto diplomático, gera um entrave que poderia ser brevemente resolvido”, diz.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, e o próprio Bolsonaro já ameaçaram retirar o Brasil do bloco sul-americano caso a chapa da esquerda vença as eleições no país vizinho. “Negociamos com diversos países, a diplomacia é importantíssima. Talvez o agro não ganhe tanto com a Argentina, mas o setor automotivo ganha muito”, diz Pereira.

Situação complicada

“Se era ruim com Cristina Kirchner [ex-presidente e agora vice na chapa de Fernández], está pior sem ela”, diz Vieira sobre o sentimento da população argentina em relação ao governo Macri. “Eles devem estar pensando: ‘entre um candidato que prometeu liberalizar a economia, mas não entregou e acabou tabelando produtos, prefiro os peronistas, que não surpreendem’”, finaliza.

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Rural Notícias » ‘Falas de Bolsonaro sobre Argentina podem prejudicar acordo Mercosul-UE’

ALERTA

‘Falas de Bolsonaro sobre Argentina podem prejudicar acordo Mercosul-UE’

Para doutor em relações internacionais, o presidente deveria repensar seu discurso para não prejudicar um tratado de sumo importância para o setor que o elegeu

19 de agosto de 2019 às 19h26
Por Pablo Valler, de São Paulo

O discurso do presidente Jair Bolsonaro contra o candidato à presidência da Argentina Alberto Fernández pode desestabilizar o Mercosul e prejudicar o acordo do bloco com a União Europeia, afirma o doutor em relações internacionais Vinicius Vieira.

“O presidente [Bolsonaro] deveria repensar suas falas para não melindrar os europeus, porque esse acordo é de suma importância para o agronegócio que o elegeu”, recomenda.

Segundo o analista de mercado Aedson Pereira, no mercado de carnes e frutas, há uma gama enorme de produtos que a UE pode comprar. “Na hora em que você gera um desconforto diplomático, gera um entrave que poderia ser brevemente resolvido”, diz.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, e o próprio Bolsonaro já ameaçaram retirar o Brasil do bloco sul-americano caso a chapa da esquerda vença as eleições no país vizinho. “Negociamos com diversos países, a diplomacia é importantíssima. Talvez o agro não ganhe tanto com a Argentina, mas o setor automotivo ganha muito”, diz Pereira.

Situação complicada

“Se era ruim com Cristina Kirchner [ex-presidente e agora vice na chapa de Fernández], está pior sem ela”, diz Vieira sobre o sentimento da população argentina em relação ao governo Macri. “Eles devem estar pensando: ‘entre um candidato que prometeu liberalizar a economia, mas não entregou e acabou tabelando produtos, prefiro os peronistas, que não surpreendem’”, finaliza.

Deixe um Comentário





Mais Notícias