Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Rural Notícias » Atraso na liberação de Crédito Rural pode atrapalhar início da safra

ALERTA

Atraso na liberação de Crédito Rural pode atrapalhar início da safra

Segundo o deputado federal Jerônimo Goergen (PP-RS), a liberação não acontecerá antes de julho

05 de junho de 2019 às 20h05
Por Canal Rural

O atraso no anúncio do Plano Safra vai atrapalhar o início da temporada 2019/2020, afirma o deputado federal Jerônimo Goergen (PP-RS). Segundo o parlamentar, isso obriga produtores a buscarem recursos da forma como conseguirem, o que é preocupante. “Mesmo que a liberação seja feita sem aprovação de projeto de lei, a efetivação não ocorrerá antes de julho”, diz.

O Projeto de Lei no Congresso Nacional (PLN) que libera crédito suplementar para o governo e garante os recursos para subvenção do crédito rural só deve ser votado na semana que vem, porque parlamentares da oposição não chegaram a um acordo para votar a proposta na sessão desta quarta-feira, dia 5.

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Rural Notícias » Atraso na liberação de Crédito Rural pode atrapalhar início da safra

ALERTA

Atraso na liberação de Crédito Rural pode atrapalhar início da safra

Segundo o deputado federal Jerônimo Goergen (PP-RS), a liberação não acontecerá antes de julho

05 de junho de 2019 às 20h05
Por Canal Rural

O atraso no anúncio do Plano Safra vai atrapalhar o início da temporada 2019/2020, afirma o deputado federal Jerônimo Goergen (PP-RS). Segundo o parlamentar, isso obriga produtores a buscarem recursos da forma como conseguirem, o que é preocupante. “Mesmo que a liberação seja feita sem aprovação de projeto de lei, a efetivação não ocorrerá antes de julho”, diz.

O Projeto de Lei no Congresso Nacional (PLN) que libera crédito suplementar para o governo e garante os recursos para subvenção do crédito rural só deve ser votado na semana que vem, porque parlamentares da oposição não chegaram a um acordo para votar a proposta na sessão desta quarta-feira, dia 5.

Deixe um Comentário





Mais Notícias