Home » Programas » Informação » Mercado e Cia » Veja se é o momento ideal para comprar fertilizantes

DÓLAR EM QUEDA

Veja se é o momento ideal para comprar fertilizantes

A situação política no Brasil tem influenciado no dólar e no preço de insumos importados; entenda essa lógica e saiba se é hora de investir

15 de julho de 2019 às 13h40
Por Canal Rural

 

Como o avanço da votação da reforma da Previdência no Congresso, o dólar caiu quase 3% apenas no acumulado do mês de julho e, quando se analisa o pico da moeda em maio, a queda passa dos 9%.

Com a desvalorização do dólar em julho, o preço dos fertilizantes como os fosfatados e cloreto de potássio  também caíram. De acordo com o analista de fertilizantes da FCStone, Marcelo Mello, o momento é bom para fechamento de negócios.

“Essa queda do dólar impacta diretamente na formação dos custos do pacote NPK, pois o Brasil importa quase 80% destes insumos e os custos estão praticamente todos em dólar. Ao cair de R$ 4,10 para R$ 3,73, evidentemente, o preço caiu bastante. Mas não é só isso que está impactando no preço, já que o próprio preço em dólar por tonelada, principalmente para o fosfatado, está 20% mais barato, o que deixa a relação de troca muito boa para o produtor”, falou.

Segundo o especialista, o momento é oportuno para a compra de insumos, sobretudo o fosfatado. “Já estamos bem tarde nessa compra, pois tivemos uma antecipação mais fraca porque o preço dos fertilizantes estava mais alto e o das commodities mais baixo, agora acabamos dando uma pequena invertida nessa tendência”, explicou.

A dica dada por Mello é que, além de comprar os insumos, o produtor também venda um pouco da safra que ainda irá produzir. “Para quem planta soja, milho e até outros grãos, o preço da venda também está ligado ao dólar. Se o produtor conseguir vender um pouco agora, caso a reforma seja aprovada e, no ano que vem, seja aprovada a reforma tributária, a expectativa é de mais queda no dólar. Sendo assim, a soja vendida hoje a R$ 3,73 poderá ser vendida a R$ 3,30 no ano que vem”, concluiu.

1 comentário

  1. Leomar da Costa Nunes em 16 de julho de 2019 às 17:21

    Posso divulgar no meu site?

Deixe um Comentário





Home » Programas » Informação » Mercado e Cia » Veja se é o momento ideal para comprar fertilizantes

DÓLAR EM QUEDA

Veja se é o momento ideal para comprar fertilizantes

A situação política no Brasil tem influenciado no dólar e no preço de insumos importados; entenda essa lógica e saiba se é hora de investir

15 de julho de 2019 às 13h40
Por Canal Rural

 

Como o avanço da votação da reforma da Previdência no Congresso, o dólar caiu quase 3% apenas no acumulado do mês de julho e, quando se analisa o pico da moeda em maio, a queda passa dos 9%.

Com a desvalorização do dólar em julho, o preço dos fertilizantes como os fosfatados e cloreto de potássio  também caíram. De acordo com o analista de fertilizantes da FCStone, Marcelo Mello, o momento é bom para fechamento de negócios.

“Essa queda do dólar impacta diretamente na formação dos custos do pacote NPK, pois o Brasil importa quase 80% destes insumos e os custos estão praticamente todos em dólar. Ao cair de R$ 4,10 para R$ 3,73, evidentemente, o preço caiu bastante. Mas não é só isso que está impactando no preço, já que o próprio preço em dólar por tonelada, principalmente para o fosfatado, está 20% mais barato, o que deixa a relação de troca muito boa para o produtor”, falou.

Segundo o especialista, o momento é oportuno para a compra de insumos, sobretudo o fosfatado. “Já estamos bem tarde nessa compra, pois tivemos uma antecipação mais fraca porque o preço dos fertilizantes estava mais alto e o das commodities mais baixo, agora acabamos dando uma pequena invertida nessa tendência”, explicou.

A dica dada por Mello é que, além de comprar os insumos, o produtor também venda um pouco da safra que ainda irá produzir. “Para quem planta soja, milho e até outros grãos, o preço da venda também está ligado ao dólar. Se o produtor conseguir vender um pouco agora, caso a reforma seja aprovada e, no ano que vem, seja aprovada a reforma tributária, a expectativa é de mais queda no dólar. Sendo assim, a soja vendida hoje a R$ 3,73 poderá ser vendida a R$ 3,30 no ano que vem”, concluiu.

1 comentário

  1. Leomar da Costa Nunes em 16 de julho de 2019 às 17:21

    Posso divulgar no meu site?

Deixe um Comentário





Mais Notícias