Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Mercado e Cia » Suíno: custo sobe mas relação de troca com milho está melhor em 2019

COMPARATIVO

Suíno: custo sobe mas relação de troca com milho está melhor em 2019

Segundo analista da Scot Consultoria, o surto de peste suína na China aqueceu os embarques da proteína e fez as cotações subirem no Brasil

18 de julho de 2019 às 16h54
Por Canal Rural

Os custos de produção de suínos e frangos dispararam na comparação entre maio e junho, aponta a Central de Inteligência de Aves e Suínos da Embrapa. Segundo Juliana Pila, analista de mercado da Scot Consultoria, o motivo do aumento foi o gasto maior com a nutrição dos animais, principalmente por causa das altas do milho mercado interno.

“Em Campinas (SP), o preço do grão subiu mais de 6% devido ao atraso na semeadura nos Estados Unidos, que intensificou as exportações. Apesar disso, a relação de troca para o suinocultor ainda está melhor frente ao ano passado, já que as cotações do animal também subiram com o aquecimento dos embarques devido aos problemas com peste suína na China”, detalha a especialista.

No caso dos suínos, segundo a Embrapa, o índice de custos chegou a 221,69 pontos, maior patamar desde novembro de 2018 e aumento de 4,43 em relação a maio, quando estava em 212,29 pontos. Já o ICP do frango chegou a 218,97, alta de 2,37% em relação a maio e 0,48% frente ao mesmo período de 2019.

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Mercado e Cia » Suíno: custo sobe mas relação de troca com milho está melhor em 2019

COMPARATIVO

Suíno: custo sobe mas relação de troca com milho está melhor em 2019

Segundo analista da Scot Consultoria, o surto de peste suína na China aqueceu os embarques da proteína e fez as cotações subirem no Brasil

18 de julho de 2019 às 16h54
Por Canal Rural

Os custos de produção de suínos e frangos dispararam na comparação entre maio e junho, aponta a Central de Inteligência de Aves e Suínos da Embrapa. Segundo Juliana Pila, analista de mercado da Scot Consultoria, o motivo do aumento foi o gasto maior com a nutrição dos animais, principalmente por causa das altas do milho mercado interno.

“Em Campinas (SP), o preço do grão subiu mais de 6% devido ao atraso na semeadura nos Estados Unidos, que intensificou as exportações. Apesar disso, a relação de troca para o suinocultor ainda está melhor frente ao ano passado, já que as cotações do animal também subiram com o aquecimento dos embarques devido aos problemas com peste suína na China”, detalha a especialista.

No caso dos suínos, segundo a Embrapa, o índice de custos chegou a 221,69 pontos, maior patamar desde novembro de 2018 e aumento de 4,43 em relação a maio, quando estava em 212,29 pontos. Já o ICP do frango chegou a 218,97, alta de 2,37% em relação a maio e 0,48% frente ao mesmo período de 2019.

Deixe um Comentário





Mais Notícias