Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Mercado e Cia » ‘Interesses econômicos estão por trás de temas ambientais’

BRASIL EM EVIDÊNCIA

‘Interesses econômicos estão por trás de temas ambientais’

Para o comentarista Benedito Rosa, artigos como a da revista The Economist, que critica política de Bolsonaro para Amazônia, têm por finalidade evitar concorrência de produtos agrícolas brasileiros na União Europeia

02 de agosto de 2019 às 15h15
Por Canal Rural

A revista britânica The Economist divulgou uma matéria de capa com o título: “Velório para a Amazônia – a ameaça do desmatamento descontrolado”. Com um editorial criticando as políticas adotadas pelo presidente Jair Bolsonaro em relação à Amazônia, que, segundo a matéria, sofre com o aumento acelerado do desmatamento desde 2015, o veículo afirma que o presidente brasileiro é ‘sem dúvida, o chefe de estado mais perigoso do mundo em termos ambientais’.

Paralelo à publicação, aqui no Brasil, o diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, Ricardo Galvão, afirmou que vai deixar o cargo. O anúncio acontece após desentendimentos com o governo em relação aos dados divulgados sobre o desmatamento na Amazônia.

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, questionarem dados do instituto, que apontaram um aumento de 88% no desmatamento em junho em relação ao mesmo mês do ano passado.

De acordo com Salles, devido às falhas no monitoramento, foi possível apontar qual foi o percentual real do período. Já Bolsonaro afirmou que a divulgação dos dados sobre desmatamento feita pelo Inpe teve o objetivo de prejudicar seu governo e a imagem do país no exterior.

Análise

O ex-secretário de política agrícola do Ministério da Agricultura e comentarista do Canal Rural, Benedito Rosa, afirma que o desmatamento na Amazônia é um tema bastante ideologizado e politizado. “Não tem havido uma expansão de área na Amazônia que justifica um alerta como esse”, afirma.

Rosa comenta ainda que há certa confusão sobre o tema, já que grande parte da população acaba ligando à agricultura o desmatamento realizado por madeireiras e garimpeiros. “Precisamos ter mais clareza sobre o que é desmatamento legal e ilegal e o que não tem nada a ver com o agricultor”, diz.

“Não podemos perder de vista que a revista The Economist e a União Europeia não quer a concorrência de produtos agrícolas brasileiro. Precisamos entender que interesses econômicos também podem influenciar temas ambientais”, acrescenta.

Deixe um Comentário





Sorry, we couldn't find any posts. Please try a different search.

Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Mercado e Cia » ‘Interesses econômicos estão por trás de temas ambientais’

BRASIL EM EVIDÊNCIA

‘Interesses econômicos estão por trás de temas ambientais’

Para o comentarista Benedito Rosa, artigos como a da revista The Economist, que critica política de Bolsonaro para Amazônia, têm por finalidade evitar concorrência de produtos agrícolas brasileiros na União Europeia

02 de agosto de 2019 às 15h15
Por Canal Rural

A revista britânica The Economist divulgou uma matéria de capa com o título: “Velório para a Amazônia – a ameaça do desmatamento descontrolado”. Com um editorial criticando as políticas adotadas pelo presidente Jair Bolsonaro em relação à Amazônia, que, segundo a matéria, sofre com o aumento acelerado do desmatamento desde 2015, o veículo afirma que o presidente brasileiro é ‘sem dúvida, o chefe de estado mais perigoso do mundo em termos ambientais’.

Paralelo à publicação, aqui no Brasil, o diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, Ricardo Galvão, afirmou que vai deixar o cargo. O anúncio acontece após desentendimentos com o governo em relação aos dados divulgados sobre o desmatamento na Amazônia.

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, questionarem dados do instituto, que apontaram um aumento de 88% no desmatamento em junho em relação ao mesmo mês do ano passado.

De acordo com Salles, devido às falhas no monitoramento, foi possível apontar qual foi o percentual real do período. Já Bolsonaro afirmou que a divulgação dos dados sobre desmatamento feita pelo Inpe teve o objetivo de prejudicar seu governo e a imagem do país no exterior.

Análise

O ex-secretário de política agrícola do Ministério da Agricultura e comentarista do Canal Rural, Benedito Rosa, afirma que o desmatamento na Amazônia é um tema bastante ideologizado e politizado. “Não tem havido uma expansão de área na Amazônia que justifica um alerta como esse”, afirma.

Rosa comenta ainda que há certa confusão sobre o tema, já que grande parte da população acaba ligando à agricultura o desmatamento realizado por madeireiras e garimpeiros. “Precisamos ter mais clareza sobre o que é desmatamento legal e ilegal e o que não tem nada a ver com o agricultor”, diz.

“Não podemos perder de vista que a revista The Economist e a União Europeia não quer a concorrência de produtos agrícolas brasileiro. Precisamos entender que interesses econômicos também podem influenciar temas ambientais”, acrescenta.

Deixe um Comentário





Mais Notícias

Sorry, we couldn't find any posts. Please try a different search.