Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Mercado e Cia » Qual o custo de uma vaca improdutiva para o pecuarista? Estudo responde

ANÁLISE 

Qual o custo de uma vaca improdutiva para o pecuarista? Estudo responde

A pesquisa, fruto de parceria entre CNA e Cepea, comparou os gastos médios em duas regiões fortes na criação de bezerros

12 de setembro de 2019 às 14h42
Por Canal Rural

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em parceria com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), fez um estudo em duas regiões fortes na criação de bezerros para mensurar os custos médios e as receitas de uma vaca no rebanho, desde seu nascimento até o descarte ao fim de sua vida produtiva.

A pesquisa apontou que, em Barra do Garças (MT), a fêmea acumulou custo de R$ 1.320,81 por cabeça até desmamar o primeiro bezerro com 50 meses. Já em Juína (MT), com primeiro desmame aos 38 meses de idade, teve um custo de R$ 939,49 por cabeça. Conclui-se que quanto mais tempo o animal permanece improdutivo no sistema, maior é o custo gerado pela ineficiência reprodutiva.

Ricardo Nissen, assessor técnico da CNA, comenta o pecuarista deve levar um bom tempo, de 1 a 3 meses, para recuperar o custo com lucratividade baixa e uma atividade menos rentável.

2 comentários

  1. Mauro de Oliveira em 12 de setembro de 2019 às 14:58

    Fala sério. Precisa de estudos avançados pra ver que improdutividade gera perda?

  2. Isaac Newton Souza Passos em 12 de setembro de 2019 às 16:42

    Não precisa de estudos avançados pra ver que improdutividade gera perda, mas precisa pra mensurar essas perdas

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Mercado e Cia » Qual o custo de uma vaca improdutiva para o pecuarista? Estudo responde

ANÁLISE 

Qual o custo de uma vaca improdutiva para o pecuarista? Estudo responde

A pesquisa, fruto de parceria entre CNA e Cepea, comparou os gastos médios em duas regiões fortes na criação de bezerros

12 de setembro de 2019 às 14h42
Por Canal Rural

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em parceria com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), fez um estudo em duas regiões fortes na criação de bezerros para mensurar os custos médios e as receitas de uma vaca no rebanho, desde seu nascimento até o descarte ao fim de sua vida produtiva.

A pesquisa apontou que, em Barra do Garças (MT), a fêmea acumulou custo de R$ 1.320,81 por cabeça até desmamar o primeiro bezerro com 50 meses. Já em Juína (MT), com primeiro desmame aos 38 meses de idade, teve um custo de R$ 939,49 por cabeça. Conclui-se que quanto mais tempo o animal permanece improdutivo no sistema, maior é o custo gerado pela ineficiência reprodutiva.

Ricardo Nissen, assessor técnico da CNA, comenta o pecuarista deve levar um bom tempo, de 1 a 3 meses, para recuperar o custo com lucratividade baixa e uma atividade menos rentável.

2 comentários

  1. Mauro de Oliveira em 12 de setembro de 2019 às 14:58

    Fala sério. Precisa de estudos avançados pra ver que improdutividade gera perda?

  2. Isaac Newton Souza Passos em 12 de setembro de 2019 às 16:42

    Não precisa de estudos avançados pra ver que improdutividade gera perda, mas precisa pra mensurar essas perdas

Deixe um Comentário





Mais Notícias

Sorry, we couldn't find any posts. Please try a different search.