banner-3

COMBUSTÍVEL

Petrobras muda política de variação de preços do diesel e gasolina

Com a alteração na política de preços, a estatal também anunciou nesta quarta-feira, 12, a redução média de 4,6% no valor do diesel

13 de junho de 2019 às 13h28
Por Canal Rural

A Petrobras anunciou mudanças na política de preços da gasolina e do diesel no Brasil. A partir de agora as cotações nas refinarias podem ser alteradas a qualquer momento de acordo com variação do mercado internacional.

 

Em março, a estatal havia decidido que o diesel ficaria com o preço congelado por pelo menos 15 dias, numa medida para atender demanda dos caminhoneiros, insatisfeitos com a alta do combustível e com as mudanças no valor em curtos períodos de tempo. Com a alteração na política de preços, a estatal também anunciou nesta quarta-feira, 12, a redução média de 4,6% no valor do diesel.

Para o economista e sócio diretor da MacroSector Consultores, Fabio Silveira, o motivo da mudança está ligada a fatores externo e ao câmbio. “Essa mudança no reajuste, está ligada  a melhora do preço externo, onde a gasolina e o diesel passam por um período de queda, com viés de baixa dos preços e no mercado doméstico o dólar caiu. Portanto, o governo está querendo dar boas notícias o mais rápido possível para o mercado, porque eles [governo] não querem mais esperar quinze dias para baixar ou mudar preços. Digamos que isso é um agrado que a Petrobras junto ao governo quer fazer paro o mercado nos próximos dias”, afirma ele. 

1 comentário

  1. […] 13 de junho de 2019 às 13:28 […]

Deixe um Comentário





banner-3

COMBUSTÍVEL

Petrobras muda política de variação de preços do diesel e gasolina

Com a alteração na política de preços, a estatal também anunciou nesta quarta-feira, 12, a redução média de 4,6% no valor do diesel

13 de junho de 2019 às 13h28
Por Canal Rural

A Petrobras anunciou mudanças na política de preços da gasolina e do diesel no Brasil. A partir de agora as cotações nas refinarias podem ser alteradas a qualquer momento de acordo com variação do mercado internacional.

 

Em março, a estatal havia decidido que o diesel ficaria com o preço congelado por pelo menos 15 dias, numa medida para atender demanda dos caminhoneiros, insatisfeitos com a alta do combustível e com as mudanças no valor em curtos períodos de tempo. Com a alteração na política de preços, a estatal também anunciou nesta quarta-feira, 12, a redução média de 4,6% no valor do diesel.

Para o economista e sócio diretor da MacroSector Consultores, Fabio Silveira, o motivo da mudança está ligada a fatores externo e ao câmbio. “Essa mudança no reajuste, está ligada  a melhora do preço externo, onde a gasolina e o diesel passam por um período de queda, com viés de baixa dos preços e no mercado doméstico o dólar caiu. Portanto, o governo está querendo dar boas notícias o mais rápido possível para o mercado, porque eles [governo] não querem mais esperar quinze dias para baixar ou mudar preços. Digamos que isso é um agrado que a Petrobras junto ao governo quer fazer paro o mercado nos próximos dias”, afirma ele. 

1 comentário

  1. […] 13 de junho de 2019 às 13:28 […]

Deixe um Comentário