Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Mercado e Cia » Navios do Irã: preço do milho já caiu R$ 2 por saca, diz associação

IMPASSE COM PETROBRAS

Navios do Irã: preço do milho já caiu R$ 2 por saca, diz associação

Abramilho alerta para possíveis impactos no fornecimento de fertilizantes, já que os iranianos vendem o insumo para o Brasil

25 de julho de 2019 às 15h08
Por Canal Rural

Os preços do milho no mercado interno já caíram R$ 2 por saca desde o início do impasse sobre o abastecimento de dois navios do Irã que estão parados no Porto de Paranaguá. A análise foi feita nesta quinta-feira, dia 25, pelo presidente da Associação Brasileira de Produtores de Milho (Abramilho), Glauber Silveira.

“Essa situação pode não ter afetado a exportação e a comercialização, mas o produtor perdeu.  Antes se vendia a saca por R$ 23 e agora estamos com valores entre R$ 20 e R$ 21. Isso não é um boato de mercado, é coisa real. Em qualquer sinal de tensão, há especulação e o comprador acaba achatando o preço”, afirma.

Silveira alerta também para possíveis impactos no fornecimento de fertilizantes, já que o Irã vende o produto para o Brasil. “Cerca de 80% dos nossos fertilizantes são importados e podemos ter uma sanção sobre esse insumo, o que pode afetar o custo”, diz

Entenda o caso

O imbróglio acontece porque a Petrobras se recusa a fornecer abastecimento, alegando que pode ser alvo de punições de Washington em função das recentes tensões entre Estados Unidos e Irã. O Brasil foi alertado pelo governo americano de que empresas brasileiras, incluindo portos, que ajudem a viabilizar o comércio de produtos para o país estão sujeitas a sanções. Nesta quinta, o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que a estatal abasteça os navios parados no Brasil.

Nova call to action

2 comentários

  1. Natanael em 25 de julho de 2019 às 17:02

    Em briga de cachorro grande melhor é assistir de longe , que e dentada pode ser bruta

  2. Grampola em 26 de julho de 2019 às 01:56

    Faz arminha com os dedos.

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Mercado e Cia » Navios do Irã: preço do milho já caiu R$ 2 por saca, diz associação

IMPASSE COM PETROBRAS

Navios do Irã: preço do milho já caiu R$ 2 por saca, diz associação

Abramilho alerta para possíveis impactos no fornecimento de fertilizantes, já que os iranianos vendem o insumo para o Brasil

25 de julho de 2019 às 15h08
Por Canal Rural

Os preços do milho no mercado interno já caíram R$ 2 por saca desde o início do impasse sobre o abastecimento de dois navios do Irã que estão parados no Porto de Paranaguá. A análise foi feita nesta quinta-feira, dia 25, pelo presidente da Associação Brasileira de Produtores de Milho (Abramilho), Glauber Silveira.

“Essa situação pode não ter afetado a exportação e a comercialização, mas o produtor perdeu.  Antes se vendia a saca por R$ 23 e agora estamos com valores entre R$ 20 e R$ 21. Isso não é um boato de mercado, é coisa real. Em qualquer sinal de tensão, há especulação e o comprador acaba achatando o preço”, afirma.

Silveira alerta também para possíveis impactos no fornecimento de fertilizantes, já que o Irã vende o produto para o Brasil. “Cerca de 80% dos nossos fertilizantes são importados e podemos ter uma sanção sobre esse insumo, o que pode afetar o custo”, diz

Entenda o caso

O imbróglio acontece porque a Petrobras se recusa a fornecer abastecimento, alegando que pode ser alvo de punições de Washington em função das recentes tensões entre Estados Unidos e Irã. O Brasil foi alertado pelo governo americano de que empresas brasileiras, incluindo portos, que ajudem a viabilizar o comércio de produtos para o país estão sujeitas a sanções. Nesta quinta, o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que a estatal abasteça os navios parados no Brasil.

Nova call to action

2 comentários

  1. Natanael em 25 de julho de 2019 às 17:02

    Em briga de cachorro grande melhor é assistir de longe , que e dentada pode ser bruta

  2. Grampola em 26 de julho de 2019 às 01:56

    Faz arminha com os dedos.

Deixe um Comentário





Mais Notícias

Sorry, we couldn't find any posts. Please try a different search.