Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Mercado e Cia » Glifosato –  consulta pública da Anvisa sobre manutenção termina em junho

DECISÃO

Glifosato –  consulta pública da Anvisa sobre manutenção termina em junho

A consulta ocorre depois da agência ter concluído um relatório publicado neste ano em que afirma que o herbicida mais utilizado no país, não causa câncer

02 de maio de 2019 às 13h07
Por Canal Rural

Falta um pouco mais de um mês para encerrar o prazo da consulta pública realizado pela Anvisa que trata do uso do glifosato no Brasil. A consulta ocorre depois da agência ter concluído um relatório publicado neste ano em que afirma que o herbicida mais utilizado no país, não causa câncer.

No entanto, a Anvisa sugeriu restrições quanto ao uso do produto no país. O prazo de contribuição vai até 6 de junho, após essa data, a diretoria do órgão avalia as sugestões pode promover debates para obter outras informações técnicas antes da decisão final sobre o uso do produto no Brasil.

8 comentários

  1. […] 2 de maio de 2019 às 13:07 […]

  2. Maria Santina de Castro Morini em 3 de maio de 2019 às 20:03

    O glifosato causa malefícios ao metabolismo do ser humano, levando a alterações nas divisões celulares, culminando com o desenvolvimento de tumores malignos especialmente na bexiga.

  3. Lucimere Greco em 3 de maio de 2019 às 23:34

    Quanta desfaçatez! Querer promover consulta pública, se a grande maioria dos consumidores não possuem formação técnica para invalidação ou validação no uso do glifosato! Os ruralistas e oportunistas de plantão (aqueles que têm interesse) estão querendo defender o indefensável. A maioria das pessoas atingidas por essas químicas, demonstram por si só, basta um estudo e pesquisa feitos com seriedade nos hospitais e em cada região, para consolidar os males que foram e são causados, a medida que esses venenos são utilizados. Pergunta-se: Com a divulgação de tantos noticiários, revelando os danos provocados, ainda se protela com consultas inócuas somente para ganhar tempo? Enganar ainda mais a população já castigada com tantas mentiras? Por outro lado, não devemos nos abater, jornais internacionais, já obtiveram conhecimento deste fato. É só uma questão de tempo, para desmascarar a farsa.

  4. Jorge Ferreira em 4 de maio de 2019 às 08:39

    A Agencia Internacional do Câncer que é a autoridade mundial para este tema publicou na revista científica Lancet (IARC 2015) que o glifosato é cancerígeno para animais e provavelmente para seres humanos. Na Califórnia ficou provado em tribunal que o glifosato da Monsanto (ROUNDUP) é cancerígeno e que a empresa tinha estudos feitos nos anos 80 que mostravam esse efeito em cobaias de laboratório.

  5. Toni Tavares em 4 de maio de 2019 às 16:28

    Trabalho com glifosato a 30 anos e nunca tive nenhuma dor de cabeça sequer.acho curioso todos esses casos de câncer aparecerem agora que a Bayer (alemã)comprou a Monsanto (americana)…

  6. EURIVAL GABARRÃO RUIZ em 7 de maio de 2019 às 09:18

    Nada causa mais câncer que cigarro, álcool, fumaça dos veículos e radiações, sejam elas solares ou ambulatoriais. E, nada disso está sendo proibido. Tudo tem manejos, controles e equilíbrios.

  7. EURIVAL GABARRÃO RUIZe em 7 de maio de 2019 às 09:20

    Como está sendo feita essa consulta? Quem e como estão opinando?

  8. Daniel Penteado em 7 de maio de 2019 às 11:43

    O Glifosato não é para uso Humano, mas sim para controle de plantas nas áreas de produção agrícola ou controle de pragas urbanas. A utilização correta do produto prevê que humanos NÃO tenham contato com o produto em momento algum, sendo assim o possível PROBLEMA ESTÁ NO MAL USO, e não no produto em sí. Assim como qualquer outro produto químico, seja ele com função agrícola, medicamentosa, limpeza e até mesmo de higiene pessoal, aja visto crianças e adolecentes cheirando desodorante. A discusão pode e deve ser aberta, mas a decisão deve seguir critérios técnicos não ideológicos de nenhum lado.

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Mercado e Cia » Glifosato –  consulta pública da Anvisa sobre manutenção termina em junho

DECISÃO

Glifosato –  consulta pública da Anvisa sobre manutenção termina em junho

A consulta ocorre depois da agência ter concluído um relatório publicado neste ano em que afirma que o herbicida mais utilizado no país, não causa câncer

02 de maio de 2019 às 13h07
Por Canal Rural

Falta um pouco mais de um mês para encerrar o prazo da consulta pública realizado pela Anvisa que trata do uso do glifosato no Brasil. A consulta ocorre depois da agência ter concluído um relatório publicado neste ano em que afirma que o herbicida mais utilizado no país, não causa câncer.

No entanto, a Anvisa sugeriu restrições quanto ao uso do produto no país. O prazo de contribuição vai até 6 de junho, após essa data, a diretoria do órgão avalia as sugestões pode promover debates para obter outras informações técnicas antes da decisão final sobre o uso do produto no Brasil.

8 comentários

  1. […] 2 de maio de 2019 às 13:07 […]

  2. Maria Santina de Castro Morini em 3 de maio de 2019 às 20:03

    O glifosato causa malefícios ao metabolismo do ser humano, levando a alterações nas divisões celulares, culminando com o desenvolvimento de tumores malignos especialmente na bexiga.

  3. Lucimere Greco em 3 de maio de 2019 às 23:34

    Quanta desfaçatez! Querer promover consulta pública, se a grande maioria dos consumidores não possuem formação técnica para invalidação ou validação no uso do glifosato! Os ruralistas e oportunistas de plantão (aqueles que têm interesse) estão querendo defender o indefensável. A maioria das pessoas atingidas por essas químicas, demonstram por si só, basta um estudo e pesquisa feitos com seriedade nos hospitais e em cada região, para consolidar os males que foram e são causados, a medida que esses venenos são utilizados. Pergunta-se: Com a divulgação de tantos noticiários, revelando os danos provocados, ainda se protela com consultas inócuas somente para ganhar tempo? Enganar ainda mais a população já castigada com tantas mentiras? Por outro lado, não devemos nos abater, jornais internacionais, já obtiveram conhecimento deste fato. É só uma questão de tempo, para desmascarar a farsa.

  4. Jorge Ferreira em 4 de maio de 2019 às 08:39

    A Agencia Internacional do Câncer que é a autoridade mundial para este tema publicou na revista científica Lancet (IARC 2015) que o glifosato é cancerígeno para animais e provavelmente para seres humanos. Na Califórnia ficou provado em tribunal que o glifosato da Monsanto (ROUNDUP) é cancerígeno e que a empresa tinha estudos feitos nos anos 80 que mostravam esse efeito em cobaias de laboratório.

  5. Toni Tavares em 4 de maio de 2019 às 16:28

    Trabalho com glifosato a 30 anos e nunca tive nenhuma dor de cabeça sequer.acho curioso todos esses casos de câncer aparecerem agora que a Bayer (alemã)comprou a Monsanto (americana)…

  6. EURIVAL GABARRÃO RUIZ em 7 de maio de 2019 às 09:18

    Nada causa mais câncer que cigarro, álcool, fumaça dos veículos e radiações, sejam elas solares ou ambulatoriais. E, nada disso está sendo proibido. Tudo tem manejos, controles e equilíbrios.

  7. EURIVAL GABARRÃO RUIZe em 7 de maio de 2019 às 09:20

    Como está sendo feita essa consulta? Quem e como estão opinando?

  8. Daniel Penteado em 7 de maio de 2019 às 11:43

    O Glifosato não é para uso Humano, mas sim para controle de plantas nas áreas de produção agrícola ou controle de pragas urbanas. A utilização correta do produto prevê que humanos NÃO tenham contato com o produto em momento algum, sendo assim o possível PROBLEMA ESTÁ NO MAL USO, e não no produto em sí. Assim como qualquer outro produto químico, seja ele com função agrícola, medicamentosa, limpeza e até mesmo de higiene pessoal, aja visto crianças e adolecentes cheirando desodorante. A discusão pode e deve ser aberta, mas a decisão deve seguir critérios técnicos não ideológicos de nenhum lado.

Deixe um Comentário





Mais Notícias