Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Mercado e Cia » Boi gordo: mercado futuro indica preço acima de R$ 165 no início de 2020

OPORTUNIDADE

Boi gordo: mercado futuro indica preço acima de R$ 165 no início de 2020

Pesquisador do Cepea indica que situação começa a ficar muito interessante para pecuarista que tiver gado entre janeiro e fevereiro

18 de setembro de 2019 às 14h20
Por Canal Rural

As exportações da carne bovina brasileira de janeiro a julho ultrapassaram 977 mil toneladas, alta de quase 20% em relação ao mesmo período de 2018, de acordo com dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). Apesar de China e Hong Kong continuarem no topo da lista de principais destinos do produto, em julho, a proteína foi embarcada para mais de 140 países, contra 121 em julho do ano passado.

Thiago Bernardino Carvalho, pesquisador da área de pecuária do Cepea, comentou que o cenário brasileiro foi beneficiado com os problemas sanitários dos países asiáticos. Tais problemas fizeram com que os países buscassem exportações com segurança alimentar e o Brasil tem essa garantia.

O mercado futuro já reflete a maior demanda, com preços no começo do próximo ano atingindo valores acima de R$ 165 por arroba. “Para quem tiver gado entre janeiro e fevereiro, a situação começa a ficar muito interessante, resultado do mercado externo enxugando uma demanda que vem cada vez mais patinando no mercado interno. O produtor tem um horizonte interessante nos próximos meses em termos de preços”, ressalta.

 

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Mercado e Cia » Boi gordo: mercado futuro indica preço acima de R$ 165 no início de 2020

OPORTUNIDADE

Boi gordo: mercado futuro indica preço acima de R$ 165 no início de 2020

Pesquisador do Cepea indica que situação começa a ficar muito interessante para pecuarista que tiver gado entre janeiro e fevereiro

18 de setembro de 2019 às 14h20
Por Canal Rural

As exportações da carne bovina brasileira de janeiro a julho ultrapassaram 977 mil toneladas, alta de quase 20% em relação ao mesmo período de 2018, de acordo com dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). Apesar de China e Hong Kong continuarem no topo da lista de principais destinos do produto, em julho, a proteína foi embarcada para mais de 140 países, contra 121 em julho do ano passado.

Thiago Bernardino Carvalho, pesquisador da área de pecuária do Cepea, comentou que o cenário brasileiro foi beneficiado com os problemas sanitários dos países asiáticos. Tais problemas fizeram com que os países buscassem exportações com segurança alimentar e o Brasil tem essa garantia.

O mercado futuro já reflete a maior demanda, com preços no começo do próximo ano atingindo valores acima de R$ 165 por arroba. “Para quem tiver gado entre janeiro e fevereiro, a situação começa a ficar muito interessante, resultado do mercado externo enxugando uma demanda que vem cada vez mais patinando no mercado interno. O produtor tem um horizonte interessante nos próximos meses em termos de preços”, ressalta.

 

Deixe um Comentário





Mais Notícias

Sorry, we couldn't find any posts. Please try a different search.