Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Mercado e Cia » Código Florestal: forma de compensação da reserva legal gera dúvida entre produtores

MEIO AMBIENTE

Código Florestal: forma de compensação da reserva legal gera dúvida entre produtores

Foi determinado que a compensação da reserva legal seja feita em área de mesma identidade ecológica e não mais no mesmo bioma

21 de agosto de 2019 às 14h57
Por Canal Rural

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) vai tentar reverter parte da decisão do Supremo Tribunal Federal sobre o Código Florestal. Na semana passada, o STF publicou o acórdão do caso.

Os ministros determinaram que a compensação de reserva legal, por meio das Cotas de Reserva Ambiental, as CRAs, seja feita em área de mesma identidade ecológica e não mais no mesmo bioma. Segundo o assessor de meio ambiente da entidade, atualmente não existe um conceito definido de identidade ecológica e isso pode dificultar o processo.

O diretor da consultoria Agroicone, Rodrigo Lima, vê dificuldade do Supremo. “O grande problema do Supremo é ele tentar legislar dentro de um conceito novo”, diz.

Ele comenta ainda que neste momento o produtor tem que ter certeza de como o órgão estadual está fazendo a leitura em relação a compensação do CRA, para evitar possíveis problemas futuros.

Deixe um Comentário





Sorry, we couldn't find any posts. Please try a different search.

Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Mercado e Cia » Código Florestal: forma de compensação da reserva legal gera dúvida entre produtores

MEIO AMBIENTE

Código Florestal: forma de compensação da reserva legal gera dúvida entre produtores

Foi determinado que a compensação da reserva legal seja feita em área de mesma identidade ecológica e não mais no mesmo bioma

21 de agosto de 2019 às 14h57
Por Canal Rural

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) vai tentar reverter parte da decisão do Supremo Tribunal Federal sobre o Código Florestal. Na semana passada, o STF publicou o acórdão do caso.

Os ministros determinaram que a compensação de reserva legal, por meio das Cotas de Reserva Ambiental, as CRAs, seja feita em área de mesma identidade ecológica e não mais no mesmo bioma. Segundo o assessor de meio ambiente da entidade, atualmente não existe um conceito definido de identidade ecológica e isso pode dificultar o processo.

O diretor da consultoria Agroicone, Rodrigo Lima, vê dificuldade do Supremo. “O grande problema do Supremo é ele tentar legislar dentro de um conceito novo”, diz.

Ele comenta ainda que neste momento o produtor tem que ter certeza de como o órgão estadual está fazendo a leitura em relação a compensação do CRA, para evitar possíveis problemas futuros.

Deixe um Comentário





Mais Notícias

Sorry, we couldn't find any posts. Please try a different search.