Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Mercado e Cia » Bolsonaro critica pautas contra Congresso e Judiciário nas manifestações

MARCADAS PARA DOMINGO

Bolsonaro critica pautas contra Congresso e Judiciário nas manifestações

Presidente afirmou que essas bandeiras “estão mais para o Maduro”, em referência ao líder venezuelano

24 de maio de 2019 às 13h45
Por Canal Rural

O presidente Jair Bolsonaro criticou nesta quinta-feira, dia 23, a inclusão de pautas contra o Congresso e o Judiciário nas manifestações a seu favor marcadas para o próximo domingo, dia 26. Em café com jornalistas no Palácio do Planalto, ele afirmou que essas bandeiras “estão mais para o Maduro”, numa referência ao presidente venezuelano, Nicolás Maduro, acusado por opositores de implantar uma ditadura no país.

O presidente também reiterou que não vai aos atos previstos em várias capitais do país. A mobilização de apoio ao governo foi marcada como uma resposta aos protestos contra o contingenciamento de verbas para a educação, que levou milhares às ruas no último dia 15. João Batista Olivi analisa o cenário.

2 comentários

  1. […] 24 de maio de 201924 de maio de 2019 às 13:45 […]

  2. […] 24 de maio de 201924 de maio de 2019 às 13:45 […]

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Informação » Mercado e Cia » Bolsonaro critica pautas contra Congresso e Judiciário nas manifestações

MARCADAS PARA DOMINGO

Bolsonaro critica pautas contra Congresso e Judiciário nas manifestações

Presidente afirmou que essas bandeiras “estão mais para o Maduro”, em referência ao líder venezuelano

24 de maio de 2019 às 13h45
Por Canal Rural

O presidente Jair Bolsonaro criticou nesta quinta-feira, dia 23, a inclusão de pautas contra o Congresso e o Judiciário nas manifestações a seu favor marcadas para o próximo domingo, dia 26. Em café com jornalistas no Palácio do Planalto, ele afirmou que essas bandeiras “estão mais para o Maduro”, numa referência ao presidente venezuelano, Nicolás Maduro, acusado por opositores de implantar uma ditadura no país.

O presidente também reiterou que não vai aos atos previstos em várias capitais do país. A mobilização de apoio ao governo foi marcada como uma resposta aos protestos contra o contingenciamento de verbas para a educação, que levou milhares às ruas no último dia 15. João Batista Olivi analisa o cenário.

2 comentários

  1. […] 24 de maio de 201924 de maio de 2019 às 13:45 […]

  2. […] 24 de maio de 201924 de maio de 2019 às 13:45 […]

Deixe um Comentário





Mais Notícias