Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Entretenimento » Bom Dia Campo » Cerca de 15% da cana sofre de ferrugem laranja

SANIDADE

Cerca de 15% da cana sofre de ferrugem laranja

Especialista explica como o manejo correto de fungicidas ajuda o produtor a lidar com o problemaDos quase nove milhões de hectares de cana-de-açúcar no Brasil, cerca de 1,5 milhão de hectares sofrem ataques do fungo que causa a ferrugem alaranjada. A principal arma dos produtores contra esse tipo de praga são os fungicidas, mas o uso de somente uma substância ou técnica pode piorar o problema.

12 de março de 2015 às 16h13
Por Canal Rural

O diretor financeiro do Conselho Científico para Agricultura Sustentável (CCAS) e pós-doutor em Manejo de Pragas e Biotecnologia, José Otavio Menten, explica que o lançamento de um fungicida é precedido por uma longa pesquisa, que pode durar mais de uma década e custar cerca de US$ 250 milhões.

– Quando um fungicida é registrado, ele já passou por todo um estudo não só do aspecto agronômico, que é mostrar eficiência, mas também do aspecto ambiental e toxicológico, pensando no eventual contato do homem com esse produto – explica Menten.

De acordo com ele, todas as plantas são atacadas por agentes externos. Existem quatro métodos para realizar o controle dessas pragas: genético, cultural, físico e químico, é nesta última que estão os fungicidas. O especialista sugere que o mais indicado é o manejo integrado de pragas e métodos, pois utilizar apenas uma das formas pode deixar a planta vulnerável a algumas doenças.

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Programas » Entretenimento » Bom Dia Campo » Cerca de 15% da cana sofre de ferrugem laranja

SANIDADE

Cerca de 15% da cana sofre de ferrugem laranja

Especialista explica como o manejo correto de fungicidas ajuda o produtor a lidar com o problemaDos quase nove milhões de hectares de cana-de-açúcar no Brasil, cerca de 1,5 milhão de hectares sofrem ataques do fungo que causa a ferrugem alaranjada. A principal arma dos produtores contra esse tipo de praga são os fungicidas, mas o uso de somente uma substância ou técnica pode piorar o problema.

12 de março de 2015 às 16h13
Por Canal Rural

O diretor financeiro do Conselho Científico para Agricultura Sustentável (CCAS) e pós-doutor em Manejo de Pragas e Biotecnologia, José Otavio Menten, explica que o lançamento de um fungicida é precedido por uma longa pesquisa, que pode durar mais de uma década e custar cerca de US$ 250 milhões.

– Quando um fungicida é registrado, ele já passou por todo um estudo não só do aspecto agronômico, que é mostrar eficiência, mas também do aspecto ambiental e toxicológico, pensando no eventual contato do homem com esse produto – explica Menten.

De acordo com ele, todas as plantas são atacadas por agentes externos. Existem quatro métodos para realizar o controle dessas pragas: genético, cultural, físico e químico, é nesta última que estão os fungicidas. O especialista sugere que o mais indicado é o manejo integrado de pragas e métodos, pois utilizar apenas uma das formas pode deixar a planta vulnerável a algumas doenças.

Deixe um Comentário





Mais Notícias