Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » USP estuda criação de nova tabela do frete, diz ministro da Infraestrutura

Em busca de solução

USP estuda criação de nova tabela do frete, diz ministro da Infraestrutura

A afirmação foi feita durante o anúncio da Operação Radar, que é uma estratégia integrada entre ministérios para o escoamento da safra 2018/2019

30 de janeiro de 2019 às 10h59
Por Francielle Bertolacini, de São Paulo
caminhões na estrada

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

A Universidade de São Paulo (USP), em parceria com o governo federal, está estudando a criação de uma nova tabela do frete. A afirmação foi feita nesta quarta-feira, dia 30, durante o anúncio da Operação Radar, que é uma estratégia integrada entre ministérios para o escoamento da safra 2018/2019.

Segundo o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, a instituição de ensino está tentando criar um mecanismo de preços mínimos do frete que seja aceito por todos.

“Estamos trabalhando intensamente com a Universidade de São Paulo em uma nova referência que elimine determinadas distorções e que torne este assunto cada vez menos importante, ou seja, uma tabela que seja aceita por todos, a gente vai tentar construir um consenso”, afirmou.

Além disso, Freitas informou ainda que o governo avalia medidas sobre o transporte rodoviário. “(Estamos avaliando) uma série de medidas que vão incentivar o cooperativismo, tentar eliminar intermediários no processo de transporte que acabam eliminando a renda e as compras coletivas que podem melhorar a situação dos caminhoneiros”, disse.

Fim do subsídio ao diesel

O ministro fez uma boa avaliação sobre o fim do subsídio ao diesel, medida que concedida pelo ex-presidente Michel Temer para acabar com a greve dos caminhoneiros, em maio de 2018.

“Sobrevivemos bem a retirada do subsídio do diesel. Houve uma redução do preço do petróleo no mercado internacional e o fator câmbio também ajudou. De maneira que temos o preço de referência praticamente igual o de comercialização sem subsídio.”

AGU quer acabar com interpretações diferentes sobre a tabela do frete

 

5 comentários

  1. Francisco Lopes de Souza em 30 de janeiro de 2019 às 13:03

    NTT fiscalizar as empresas que transporta de Manaus pra todo Brasil.BAU.nao tão pagando tabela frete mínimo.

  2. Hellington Wenrick em 30 de janeiro de 2019 às 16:46

    POR QUE VEICULO DE CARGA PERIGOSA QUE TEM MAIS CUSTOS QUE CARGA GERAL A TABELA EH MENOR???? VAMOS VER SE O PESSOAL DA USP DESCOBRE ISTO!!! POIS OS ESPERTALHOES DA ANTT AINDA NAO DESCOBRIRAM

  3. […] Governo revê metodologia no cálculo da tabela de frete mínimoLUCIANO NASCIMENTO e ALEX RODRIGUES/Agência Brasil O governo trabalha em alterações na metodologia de cálculo da tabela de frete mínimo, em parceria com a USP.ComplementeCanal RuralSegundo o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, a instituição de ensino está tentando criar um mecanismo de preços mínimos do frete que seja aceito por todos.Assista […]

  4. […] Na última quarta-feira, dia 30, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, anunciou o estudo de uma nova referência para os preços mínimos da tabela do frete pela USP. […]

  5. […] Na última quarta-feira, dia 30, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, anunciou o estudo de uma nova referência para os preços mínimos da tabela do frete pela USP. […]

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » USP estuda criação de nova tabela do frete, diz ministro da Infraestrutura

Em busca de solução

USP estuda criação de nova tabela do frete, diz ministro da Infraestrutura

A afirmação foi feita durante o anúncio da Operação Radar, que é uma estratégia integrada entre ministérios para o escoamento da safra 2018/2019

30 de janeiro de 2019 às 10h59
Por Francielle Bertolacini, de São Paulo
caminhões na estrada

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

A Universidade de São Paulo (USP), em parceria com o governo federal, está estudando a criação de uma nova tabela do frete. A afirmação foi feita nesta quarta-feira, dia 30, durante o anúncio da Operação Radar, que é uma estratégia integrada entre ministérios para o escoamento da safra 2018/2019.

Segundo o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, a instituição de ensino está tentando criar um mecanismo de preços mínimos do frete que seja aceito por todos.

“Estamos trabalhando intensamente com a Universidade de São Paulo em uma nova referência que elimine determinadas distorções e que torne este assunto cada vez menos importante, ou seja, uma tabela que seja aceita por todos, a gente vai tentar construir um consenso”, afirmou.

Além disso, Freitas informou ainda que o governo avalia medidas sobre o transporte rodoviário. “(Estamos avaliando) uma série de medidas que vão incentivar o cooperativismo, tentar eliminar intermediários no processo de transporte que acabam eliminando a renda e as compras coletivas que podem melhorar a situação dos caminhoneiros”, disse.

Fim do subsídio ao diesel

O ministro fez uma boa avaliação sobre o fim do subsídio ao diesel, medida que concedida pelo ex-presidente Michel Temer para acabar com a greve dos caminhoneiros, em maio de 2018.

“Sobrevivemos bem a retirada do subsídio do diesel. Houve uma redução do preço do petróleo no mercado internacional e o fator câmbio também ajudou. De maneira que temos o preço de referência praticamente igual o de comercialização sem subsídio.”

AGU quer acabar com interpretações diferentes sobre a tabela do frete

 

5 comentários

  1. Francisco Lopes de Souza em 30 de janeiro de 2019 às 13:03

    NTT fiscalizar as empresas que transporta de Manaus pra todo Brasil.BAU.nao tão pagando tabela frete mínimo.

  2. Hellington Wenrick em 30 de janeiro de 2019 às 16:46

    POR QUE VEICULO DE CARGA PERIGOSA QUE TEM MAIS CUSTOS QUE CARGA GERAL A TABELA EH MENOR???? VAMOS VER SE O PESSOAL DA USP DESCOBRE ISTO!!! POIS OS ESPERTALHOES DA ANTT AINDA NAO DESCOBRIRAM

  3. […] Governo revê metodologia no cálculo da tabela de frete mínimoLUCIANO NASCIMENTO e ALEX RODRIGUES/Agência Brasil O governo trabalha em alterações na metodologia de cálculo da tabela de frete mínimo, em parceria com a USP.ComplementeCanal RuralSegundo o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, a instituição de ensino está tentando criar um mecanismo de preços mínimos do frete que seja aceito por todos.Assista […]

  4. […] Na última quarta-feira, dia 30, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, anunciou o estudo de uma nova referência para os preços mínimos da tabela do frete pela USP. […]

  5. […] Na última quarta-feira, dia 30, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, anunciou o estudo de uma nova referência para os preços mínimos da tabela do frete pela USP. […]

Deixe um Comentário





Mais Notícias