Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Agricultura » União Européia libera recursos para combater o desmatamento na Amazônia

União Européia libera recursos para combater o desmatamento na Amazônia

Acordo assinado nesta quinta com o governo brasileiro prevê cerca de seis milhões de euros para o manejo florestal sustentávelA União Européia (UE) vai liberar recursos da ordem de seis milhões de euros para combater o desmatamento na Amazônia. O acordo foi assinado nesta quinta, dia 2, com o governo brasileiro e a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO). Em um prazo máximo de três anos, governo e FAO terão que implementar o distrito florestal, que abriga mais de 15 milhões de hectares do bioma.

02 de outubro de 2008 às 16h30
Por reportagem@canalrural.com.br

O projeto pretende combater o desmatamento na Amazônia nas proximidades da BR-163, que liga Cuiabá (MT) a Santarém (PA). A rodovia é importante rota de escoamento da produção agrícola do centro-norte do Brasil. O processo de pavimentação da estrada no trecho que fica no Pará já começou e a licitação da obra só foi autorizada após um plano de preservação da mata nativa.

O programa inclui ações de manejo florestal, o que possibilita a exploração da madeira por empresas privadas, mas obriga a recuperação imediata de cada árvore cortada. A iniciativa ainda vai apoiar a produção sustentável de óleos e seivas e o fortalecimento da economia das comunidades locais.

O chefe da delegação da União Européia afirmou que os países da comunidade estão dispostos a apoiar novos projetos brasileiros de preservação da floresta.

? Temos um pacote de ajuda para a proteção do ambiente aqui no Brasil e estamos conversando com os ministérios do Meio Ambiente e das Relações Exteriores sobre outros projetos ? anunciou o embaixador João Pacheco.

O ministro Carlos Minc, do Meio Ambiente, adiantou que o estímulo à piscicultura amazônica deve ser a próxima iniciativa a ser apoiada.

? Até como alternativa para combater o boi pirata, que é uma forma de devastar a Amazônia. Então teríamos mais proteína, mais renda e menos devastação ? disse.

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Agricultura » União Européia libera recursos para combater o desmatamento na Amazônia

União Européia libera recursos para combater o desmatamento na Amazônia

Acordo assinado nesta quinta com o governo brasileiro prevê cerca de seis milhões de euros para o manejo florestal sustentávelA União Européia (UE) vai liberar recursos da ordem de seis milhões de euros para combater o desmatamento na Amazônia. O acordo foi assinado nesta quinta, dia 2, com o governo brasileiro e a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO). Em um prazo máximo de três anos, governo e FAO terão que implementar o distrito florestal, que abriga mais de 15 milhões de hectares do bioma.

02 de outubro de 2008 às 16h30
Por reportagem@canalrural.com.br

O projeto pretende combater o desmatamento na Amazônia nas proximidades da BR-163, que liga Cuiabá (MT) a Santarém (PA). A rodovia é importante rota de escoamento da produção agrícola do centro-norte do Brasil. O processo de pavimentação da estrada no trecho que fica no Pará já começou e a licitação da obra só foi autorizada após um plano de preservação da mata nativa.

O programa inclui ações de manejo florestal, o que possibilita a exploração da madeira por empresas privadas, mas obriga a recuperação imediata de cada árvore cortada. A iniciativa ainda vai apoiar a produção sustentável de óleos e seivas e o fortalecimento da economia das comunidades locais.

O chefe da delegação da União Européia afirmou que os países da comunidade estão dispostos a apoiar novos projetos brasileiros de preservação da floresta.

? Temos um pacote de ajuda para a proteção do ambiente aqui no Brasil e estamos conversando com os ministérios do Meio Ambiente e das Relações Exteriores sobre outros projetos ? anunciou o embaixador João Pacheco.

O ministro Carlos Minc, do Meio Ambiente, adiantou que o estímulo à piscicultura amazônica deve ser a próxima iniciativa a ser apoiada.

? Até como alternativa para combater o boi pirata, que é uma forma de devastar a Amazônia. Então teríamos mais proteína, mais renda e menos devastação ? disse.

Deixe um Comentário





Mais Notícias