Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Seguro rural: produtor do PR que adiar plantio da soja pode ficar descoberto

ATENÇÃO

Seguro rural: produtor do PR que adiar plantio da soja pode ficar descoberto

Ex-secretário de Política Agrícola alerta que existe diferença entre os calendários de produção e de risco sanitário

07 de novembro de 2019 às 20h00
Por Canal Rural

A Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) confirmou nesta quinta-feira, 7, a prorrogação do calendário de plantio de soja no estado, mas não definiu uma data limite — apesar disso, reforçou que as lavouras devem ser colhidas até 15 de maio de 2020. Antes, o produtor tinha até 31 de dezembro para fazer a semeadura.

Segundo a Adapar, o adiamento foi solicitado por agricultores que estão com dificuldade em avançar com os trabalhos de campo devido à baixa regularidade de chuvas em diferentes regiões do estado.

O comentarista e ex-secretário de Política Agrícola Benedito Rosa afirma que quem optar por plantar mais tarde pode ficar descoberto pelo seguro rural, porque existe diferenciação entre os calendários de produção e de risco sanitário.

1 comentário

  1. Silvio Hasse em 7 de novembro de 2019 às 22:36

    Porque essa polêmica com o Paraná????? Se Santa Catarina nunca ouve proibição de plantar 2 safras de soja

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Seguro rural: produtor do PR que adiar plantio da soja pode ficar descoberto

ATENÇÃO

Seguro rural: produtor do PR que adiar plantio da soja pode ficar descoberto

Ex-secretário de Política Agrícola alerta que existe diferença entre os calendários de produção e de risco sanitário

07 de novembro de 2019 às 20h00
Por Canal Rural

A Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) confirmou nesta quinta-feira, 7, a prorrogação do calendário de plantio de soja no estado, mas não definiu uma data limite — apesar disso, reforçou que as lavouras devem ser colhidas até 15 de maio de 2020. Antes, o produtor tinha até 31 de dezembro para fazer a semeadura.

Segundo a Adapar, o adiamento foi solicitado por agricultores que estão com dificuldade em avançar com os trabalhos de campo devido à baixa regularidade de chuvas em diferentes regiões do estado.

O comentarista e ex-secretário de Política Agrícola Benedito Rosa afirma que quem optar por plantar mais tarde pode ficar descoberto pelo seguro rural, porque existe diferenciação entre os calendários de produção e de risco sanitário.

1 comentário

  1. Silvio Hasse em 7 de novembro de 2019 às 22:36

    Porque essa polêmica com o Paraná????? Se Santa Catarina nunca ouve proibição de plantar 2 safras de soja

Deixe um Comentário





Mais Notícias

Sorry, we couldn't find any posts. Please try a different search.