TOP 5

Raio-X do nelore é a matéria mais lida sobre pecuária na semana

Ranking das preferidas pelos internautas também traz cenário para o leite, cavalo pampa, relação de troca entre boi gordo e milho e custos da ração em confinamento

Fonte: divulgação

Descubra por que a carcaça do nelore é tão valorizada
Originário da Índia, o gado nelore se adaptou tão bem ao Brasil que hoje seu sangue está presente numa extensa parte do rebanho bovino do país. Sua resistência natural a parasitas e calor, a capacidade de aproveitar até mesmo pastos muito pobres e a excelente habilidade materna das fêmeas estão entre suas principais qualidade. Conheça mais sobre o nelore!

Leite tem cenário de preço firme, mas produtor deve manter cautela 
O preço do leite voltou a subir nestes primeiros dias do ano em Minas Gerais, e a tendência é de valorização para os próximos meses. Mas os analistas de mercado recomendam cautela. O custo de produção continua alto e pode reduzir a margem de lucro da atividade. Saiba mais lendo a reportagem completa.

Cavalo pampa é excelente para trabalho e passeio 
Animal de sela que aceita cinco tipos de andamento, o cavalo da raça pampa é considerado excelente para lazer, mas não faz feio quando utilizado no trabalho. A raça, que tem origem no cruzamento de diversas outras, é também conhecida pela docilidade.

Boi gordo x milho: pior relação de troca dos últimos 13 meses  
O milho está em alta no mercado brasileiro, com cotações sustentadas por exportações aquecidas. O volume embarcado em dezembro de 2015 foi o maior da história. Por conta disso, praças como a da região de Campinas, em São Paulo, já registram a saca de 60 quilos cotada a R$ 39,50 para entrega imediata.

Dieta para confinamento nunca foi tão cara
Ainda por conta desse cenário de preços nunca vistos para o milho – R$ 42 a saca no Paraná e R$ 28 em Mato Grosso –, a apresentadora do programa Mercado e Companhia Kellen Severo foi perguntar a Pedro Marola, um dos maiores confinadores do Brasil, como fazer para manter os bois no cocho e não quebrar a fazenda.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *