MERCADO

Rações elevam custo de produção de suínos e frangos

Os gastos têm subido sucessivamente desde o segundo semestre de 2017

Fonte: Divulgação

Os custos mensais de produção de suínos e de frangos de corte subiram 7,28% e 4,71%, respectivamente, no mês de março em relação a fevereiro, aponta a Embrapa.

Os aumentos foram devidos, principalmente, às variações na nutrição animal. Os gastos com as rações subiram 7,11% em relação a fevereiro no caso dos suínos e 4,64% para as aves. No ano, a inflação apenas da nutrição já acumula 10,83% e 8,69%, respectivamente.  

O indicador da Embrapa para o suíno aumenta desde julho de 2017, quando marcou 180,78 pontos. Apenas em 2018, o índice já subiu 11,1%. Já os números do frango também crescem sucessivamente desde agosto de 2017, quando marcava 173,91 pontos, e já acumulam eleveção de 9,75% em 2018.

Com o aumento nos índices o custo de produção do quilo de suíno vivo em ciclo completo em Santa Catarina passou de R$ 3,63 em fevereiro para R$ 3,89 em março. Já o custo de produção de frango de corte no Paraná, calculado a partir dos resultados de custos de produção para aviário tipo climatizado em pressão positiva, passou de R$ 2,58 para R$ 2,70 por quilo vivo em março. Ambos estados são usados como referência por serem os maiores produtores nacionais.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *