PRÓXIMO DO RECORDE

Produção de soja deve atingir 114 milhões de toneladas, diz AgRural

Se confirmada a estimativa, esta será a segunda maior safra da história

Fonte: Divulgação / Pixabay

A consultoria AgRural revisou as estimativas para a produção de soja na safra 2017/2018 para 114 milhões de toneladas, contra 112,9 milhões de toneladas no mês passado.

O número é bem próximo do recorde de 114,1 milhões de toneladas obtido na safra 2016/2017 devido ao aumento anual de 2,5% na área plantada, que é estimada pela empresa em 34,8 milhões de hectares.

O crescimento de 1,1 milhão de toneladas da produção em relação à estimativa de dezembro deveu-se a ajustes positivos nas produtividades das regiões Centro-Oeste e Sudeste e nos estados do Paraná e de Santa Catarina, onde as chuvas de dezembro e do início de janeiro beneficiaram as lavouras em período reprodutivo.

Esses ajustes elevaram a produtividade média do Brasil em 0,5 saca por hectare, para 54,6 sacas. Mesmo assim, essa produtividade ainda é inferior à da safra passada, quando o país colheu média recorde de 56,1 sacas por hectare.

Apesar do bom potencial das lavouras até o momento, as produtividades médias estimadas para o Rio Grande do Sul e os estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia (Matopiba), que plantam mais tarde, foram mantidas e serão revisadas em fevereiro.

Milho

A consultoria também revisou os números para a primeira safra de milho 2017/2018. Sem alterações na área, que segue estimada em 2,8 milhões de hectares, a produção de milho verão do Centro-Sul do Brasil teve um leve incremento, passando dos 19,7 milhões de toneladas estimados em dezembro para 19,9 milhões. Na safra 2016/2017, a produção da região foi de 25 milhões de toneladas.

O pequeno aumento da produção em relação ao mês anterior deveu-se à melhora da expectativa das produtividades de Paraná, Goiás, Minas Gerais e São Paulo. Os incrementos nesses estados superam as perdas causadas pela falta de umidade em dezembro e início de janeiro no Rio Grande do Sul. A produtividade média do Centro-Sul é estimada em 117,7 sacas por hectare, ante 116,7 sacas na projeção de dezembro e 123,9 sacas na safra anterior.

Para a safrinha de milho, a AgRural segue com a estimativa de 59,2 milhões de toneladas. Essa produção é resultado de uma queda prevista de 11,2% na área plantada (para 10,8 milhões de hectares) e da linha de tendência de produtividade.

Com a revisão da safra de verão, a produção total de milho do Brasil na safra 2017/2018 é estimada agora em 84,3 milhões de toneladas, contra 84,1 milhões na estimativa de dezembro e 97,6 milhões na safra 2016/2017.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *