MERCADO

Preço do trigo no Rio Grande do Sul sobe 15% em março

O Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) indica que a alta pode impulsionar o aumento da área plantada no estado

Fonte: Alisson Santin Zanatta/Faxinal dos Guedes (SC)

Os preços externos do trigo têm oscilado com força desde o início deste ano, mas seguem acima dos patamares verificados no final de 2017, sustentados pela baixa oferta de trigo de inverno e pelos estoques reduzidos nos Estados Unidos.

O indicador médio do trigo no Paraná, por exemplo, fechou março com alta acumulada de 7,93%, com preços em R$ 734,57 a tonelada. No Rio Grande do Sul, a subida no mesmo período foi de 15,28%, com a tonelada sendo comercializada a R$ 660,61.

Segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), esse cenário internacional, a menor oferta do produto no mercado interno no ano passado e a maior rentabilidade nas últimas semanas podem encorajar produtores nacionais a cultivar o cereal na safra 2018/2019, que começa a ser semeada neste mês em algumas regiões.

Quanto aos preços internos, estes seguem firmes, mesmo com a retração de compradores e o maior número de vendedores no mercado. O Cepea indica que o volume de trigo com qualidade ainda é baixo no Brasil, o que leva muitos compradores a importar o produto.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *