Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Picapes: Ford lança linha 2020 da Ranger sem mexer na tabela de preços

VEÍCULOS

Picapes: Ford lança linha 2020 da Ranger sem mexer na tabela de preços

Valores começam em R$ 128.250 e chegam a R$ 188.990, na versão com sistema de frenagem automática e de reconhecimento de sinais de trânsito; versões básicas também vêm agora com motor a diesel

25 de junho de 2019 às 20h05
Por Luis Roberto Toledo*, de Mendoza (Argentina)

A Ford lançou nesta terça-feira, dia 25, a linha 2020 da picape Ranger, mantendo inalterados os preços das versões, mesmo com introduções tecnológicas. Os valores começam em R$ 128.250, do modelo de entrada XLS 4×2 e motor 2.2, e vão até R$ 188.990, da topo de linha Limited, que é 4×4 e tem propulsor 3.2.

“Foi possível equalizar os preços em vista da perspectiva de crescimento (da fatia de mercado); queremos mais consumidores com Ranger”, disse o diretor de marketing da Ford para a América do Sul, Maurício Greco. A Ranger 2020 começa a ser vendida em agosto e tem cinco anos de garantia.

Outra novidade anunciada na Argentina – local do lançamento e também onde é fabricada a picape vendida em todo o continente – é que a Ranger abandonou as versões flex, usando apenas motorizações a diesel. A razão disso, segundo a Ford, é que no mercado brasileiro de picapes médias os modelos que utilizam esse tipo de combustível já representam 92% das vendas. Os motores disponíveis para a Ranger 2020 são o 2.2 de 160 cv e o 3.2 de 200 cv.

De acordo com a Ford, a Ranger 2020 ganhou 600 novas peças. As mudanças mais perceptíveis estão na área frontal da picape, que ganhou uma nova grade trapezoidal, com duas barras horizontais. Os faróis redesenhados têm máscara negra e iluminação diurna de LED – xênon na versão Limited. A antena ficou menor, e migrou para a parte traseira do teto. Além das seis cores disponíveis anteriormente, agora há também a opção perolizada azul Belize.

Suspensão

Um dos destaques da Ranger 2020 é a nova suspensão. Segundo a Ford, o redesenho de algumas peças e o reforço em outros permitiu chegar-se a um sistema que melhora a movimentação da carroceria e a dirigibilidade da picape. O modelo ganhou também um controle adaptativo de carga, que consegue reagir ao peso transportado automaticamente.

Tecnologia

Entre as inovações tecnológicas presentes na versão mais sofisticada da Ranger 2020, o maior destaque é o sistema de frenagem autônoma. Segundo a fabricante, ele funciona por meio de câmaras instaladas no pára-brisa e de um radar instalado no pára-choque, podendo atuar em velocidades de até 80 km/h.

Se for detectada uma possível colisão com um pedestre ou outro veículo, é emitido um alerta sonoro para chamar a atenção do motorista e o sistema pré-carrega os freios para aumentar a força da parada, quando o pedal de freio for acionado. Se o motorista não tomar nenhuma ação – seja no volante, no freio ou no acelerados -, diz a montadora, os freios são acionados automaticamente.

Outra novidade é o sistema de reconhecimento de sinais de trânsito, que rastreia por câmera a sinalização das vias e informa os dados no painel, alertando o motorista sobre os limites de velocidade.

Também integram o pacote da versão topo de linha a tampa da caçamba com assistente de abertura e fechamento e um sistema que alerta o motorista quando ele sai da faixa de rodagem.

Preços

Ranger Limited 3.2 tração 4×4 (aut.) – R$ 188.990
Ranger XLT 3.2 tração 4×4 (aut.) – R$ 176.420
Ranger XLS 2.2 tração 4×4 (aut.) – R$ 154.610
Ranger XLS 2.2 tração 4×4 (manual) – R$ 147.520
Ranger XLS 2.2 tração 4×2 (aut.) – R$ 128.250

*O jornalista  viajou a convite da Ford Brasil

8 comentários

  1. Sullivam Miranda de Sousa em 25 de junho de 2019 às 21:15

    Só deixa a desejar esse motor cinco cilindros, sem vida! Tenho uma ranger 2013 já estorou o motor três vezes, 230mil km e não adianta.
    O último tive que pagar um novo em Ribeirão Preto SP.
    Que por último também não aguentou.
    Uffa, ranger não acredito.
    Sem peças de reposição.
    Sem assistência ao cliente.
    Francamente uma péssima escolha.
    Estou cansado de ficar na estrada.

  2. Pinard Assis Cunha em 25 de junho de 2019 às 22:31

    Pickups são mais ou menos assim: *TEM A FORD RANGER E DEPOIS, AH! DEPOIS TEM AS OUTRAS*

  3. Alexsandro em 26 de junho de 2019 às 00:36

    Excelente , andando na frente espero poder trocar a minha

  4. Afonso Patricio em 26 de junho de 2019 às 01:25

    Top de linha e linda de ver a nova Ford Ranger 2020!

  5. […] (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); Source link […]

  6. Ricardo em 26 de junho de 2019 às 05:52

    Tenho uma 2014 ranger 2.2 tive todos tipos de camionetes S10 Amarok mas a ranger 2014 diesel 2.2 e a pior camionete que tive em 50 anos um lixo

  7. Eduardo em 15 de setembro de 2019 às 09:55

    Tenho uma Ranger XlS 4×4 automatica diesel, rodo 45000 km/ano , jamais tive qualquer problema. Nas revisões na Ford Horizonte de Mogi das Cruzes sempre fui bem atendido e até agora somente trocas de filtros e óleo .

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Picapes: Ford lança linha 2020 da Ranger sem mexer na tabela de preços

VEÍCULOS

Picapes: Ford lança linha 2020 da Ranger sem mexer na tabela de preços

Valores começam em R$ 128.250 e chegam a R$ 188.990, na versão com sistema de frenagem automática e de reconhecimento de sinais de trânsito; versões básicas também vêm agora com motor a diesel

25 de junho de 2019 às 20h05
Por Luis Roberto Toledo*, de Mendoza (Argentina)

A Ford lançou nesta terça-feira, dia 25, a linha 2020 da picape Ranger, mantendo inalterados os preços das versões, mesmo com introduções tecnológicas. Os valores começam em R$ 128.250, do modelo de entrada XLS 4×2 e motor 2.2, e vão até R$ 188.990, da topo de linha Limited, que é 4×4 e tem propulsor 3.2.

“Foi possível equalizar os preços em vista da perspectiva de crescimento (da fatia de mercado); queremos mais consumidores com Ranger”, disse o diretor de marketing da Ford para a América do Sul, Maurício Greco. A Ranger 2020 começa a ser vendida em agosto e tem cinco anos de garantia.

Outra novidade anunciada na Argentina – local do lançamento e também onde é fabricada a picape vendida em todo o continente – é que a Ranger abandonou as versões flex, usando apenas motorizações a diesel. A razão disso, segundo a Ford, é que no mercado brasileiro de picapes médias os modelos que utilizam esse tipo de combustível já representam 92% das vendas. Os motores disponíveis para a Ranger 2020 são o 2.2 de 160 cv e o 3.2 de 200 cv.

De acordo com a Ford, a Ranger 2020 ganhou 600 novas peças. As mudanças mais perceptíveis estão na área frontal da picape, que ganhou uma nova grade trapezoidal, com duas barras horizontais. Os faróis redesenhados têm máscara negra e iluminação diurna de LED – xênon na versão Limited. A antena ficou menor, e migrou para a parte traseira do teto. Além das seis cores disponíveis anteriormente, agora há também a opção perolizada azul Belize.

Suspensão

Um dos destaques da Ranger 2020 é a nova suspensão. Segundo a Ford, o redesenho de algumas peças e o reforço em outros permitiu chegar-se a um sistema que melhora a movimentação da carroceria e a dirigibilidade da picape. O modelo ganhou também um controle adaptativo de carga, que consegue reagir ao peso transportado automaticamente.

Tecnologia

Entre as inovações tecnológicas presentes na versão mais sofisticada da Ranger 2020, o maior destaque é o sistema de frenagem autônoma. Segundo a fabricante, ele funciona por meio de câmaras instaladas no pára-brisa e de um radar instalado no pára-choque, podendo atuar em velocidades de até 80 km/h.

Se for detectada uma possível colisão com um pedestre ou outro veículo, é emitido um alerta sonoro para chamar a atenção do motorista e o sistema pré-carrega os freios para aumentar a força da parada, quando o pedal de freio for acionado. Se o motorista não tomar nenhuma ação – seja no volante, no freio ou no acelerados -, diz a montadora, os freios são acionados automaticamente.

Outra novidade é o sistema de reconhecimento de sinais de trânsito, que rastreia por câmera a sinalização das vias e informa os dados no painel, alertando o motorista sobre os limites de velocidade.

Também integram o pacote da versão topo de linha a tampa da caçamba com assistente de abertura e fechamento e um sistema que alerta o motorista quando ele sai da faixa de rodagem.

Preços

Ranger Limited 3.2 tração 4×4 (aut.) – R$ 188.990
Ranger XLT 3.2 tração 4×4 (aut.) – R$ 176.420
Ranger XLS 2.2 tração 4×4 (aut.) – R$ 154.610
Ranger XLS 2.2 tração 4×4 (manual) – R$ 147.520
Ranger XLS 2.2 tração 4×2 (aut.) – R$ 128.250

*O jornalista  viajou a convite da Ford Brasil

8 comentários

  1. Sullivam Miranda de Sousa em 25 de junho de 2019 às 21:15

    Só deixa a desejar esse motor cinco cilindros, sem vida! Tenho uma ranger 2013 já estorou o motor três vezes, 230mil km e não adianta.
    O último tive que pagar um novo em Ribeirão Preto SP.
    Que por último também não aguentou.
    Uffa, ranger não acredito.
    Sem peças de reposição.
    Sem assistência ao cliente.
    Francamente uma péssima escolha.
    Estou cansado de ficar na estrada.

  2. Pinard Assis Cunha em 25 de junho de 2019 às 22:31

    Pickups são mais ou menos assim: *TEM A FORD RANGER E DEPOIS, AH! DEPOIS TEM AS OUTRAS*

  3. Alexsandro em 26 de junho de 2019 às 00:36

    Excelente , andando na frente espero poder trocar a minha

  4. Afonso Patricio em 26 de junho de 2019 às 01:25

    Top de linha e linda de ver a nova Ford Ranger 2020!

  5. […] (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); Source link […]

  6. Ricardo em 26 de junho de 2019 às 05:52

    Tenho uma 2014 ranger 2.2 tive todos tipos de camionetes S10 Amarok mas a ranger 2014 diesel 2.2 e a pior camionete que tive em 50 anos um lixo

  7. Eduardo em 15 de setembro de 2019 às 09:55

    Tenho uma Ranger XlS 4×4 automatica diesel, rodo 45000 km/ano , jamais tive qualquer problema. Nas revisões na Ford Horizonte de Mogi das Cruzes sempre fui bem atendido e até agora somente trocas de filtros e óleo .

Deixe um Comentário





Mais Notícias