Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Pecuária » Você viu? saiba qual o primeiro passo para intensificar o uso de pastagens

TOP 5 PECUÁRIA

Você viu? saiba qual o primeiro passo para intensificar o uso de pastagens

O segundo lugar entre as matérias mais lidas da semana de pecuária mostrou que os frigoríficos pagam R$ 2 a mais por boi para atender a demanda chinesa

02 de junho de 2019 às 13h08
Por Canal Rural

Apesar de ser um dos maiores produtores de carne bovina do mundo e o principal exportador em volume, o Brasil pecuário ainda tem questões a resolver, como, por exemplo, a taxa de lotação, cuja média é de cerca de 0,7 UA por hectare. Na última segunda, dia 27, o Giro do Boi falou sobre a importância da intensificação do uso de pastagens em entrevista com o engenheiro agrônomo, pós-graduado em pastagens pela Esalq-USP e consultor do Circuito da Pecuária, Wagner Pires, autor do recém-lançado livro “Pastagem Sustentável de A a Z”.

O segundo lugar entre as matérias mais lidas da semana de pecuária com estudo que mostra que os frigoríficos pagam R$ 2 a mais por boi para atender a demanda China. Completam nosso ranking uma operação da Polícia Civil que investigou um furto de gado e descobre venda ilegal de carne, confinamento e muito mais, confira!

5° Confinamento é uma das melhores estratégias para aumentar produção a pasto, afirma veterinário

confinamento

Em entrevista ao Giro do Boi da última quinta-feira, dia 30, o médico veterinário e consultor Rodrigo Meirelles, da Meirelles Agroeficiência, apresentou o confinamento como solução para o pecuarista aumentar o desfrute da produção a pasto em sua fazenda. Na entressafra, quando as pastagens perdem sua capacidade de lotação, a terminação em cocho pode aliviar a pressão sobre as forrageiras, garantindo a recuperação das gramíneas sem degradá-las. Saiba mais aqui! 

4° Polícia Civil investiga furto de gado e descobre venda ilegal de carne

Polícia civil investiga roubo de gado e descobre venda ilegal de carne no Rio Grande do Sul

A Polícia Civil apreendeu 424,6 quilos de carne imprópria para o consumo e sem procedência nesta quarta-feira, dia 29. A Operação Carne Fraca, realizada no município de Taquara (RS), terminou com a prisão de três pessoas e apreensão de quatro armas de fogo e munições. Leia a matéria completa aqui.

3° Brasil bate recorde e é o principal exportador de carne bovina do mundo

carne bovina

Foto: Pixabay

As exportações de carne bovina brasileira atingiram um novo recorde histórico em 2018. Com o resultado, o país se consolidou como principal exportador do mundo. O setor comemora o recorde de exportações de carne bovina; 30% do que se produz no país vai para o mercado externo.

De acordo com o consultor de mercado da FC Stone Caio Toledo, ser o principal exportador é extremamente positivo para o Brasil, que deve se consolidar ainda mais. Confira a entrevista completa. 

2° Frigoríficos pagam R$ 2 a mais por boi gordo para atender a China

A oferta de animais regulada e a demanda externa por carne bovina aquecida têm sustentado as cotações da arroba do boi gordo. De acordo com a Scot Consultoria, alguns frigoríficos, inclusive, estão ofertando até R$ 2 a mais por arroba para bovinos que atendam critérios de qualidade para embarques para o mercado chinês.

1° Nem adubação, nem herbicida: saiba qual o primeiro passo para intensificar o uso de suas pastagens

intensificacao-pastagem-primeiro-passo-wagner-pires

Apesar de ser um dos maiores produtores de carne bovina do mundo e o principal exportador em volume, o Brasil pecuário ainda tem questões a resolver, como, por exemplo, a taxa de lotação, cuja média é de cerca de 0,7 UA/ha. Nesta segunda, 27, o Giro do Boi falou sobre a importância da intensificação do uso de pastagens em entrevista com o engenheiro agrônomo, pós-graduado em pastagens pela Esalq-USP e consultor do Circuito da Pecuária, Wagner Pires, autor do recém-lançado livro “Pastagem Sustentável de A a Z”.

Pires falou em sua entrevista a respeito do primeiro passo para o aumento do desfrute da pecuária brasileira. Seria adubação? Ou a aplicação de defensivos? A resposta não é nenhum destes dois manejos, mas sim a divisão da fazenda em piquetes menores.

“A gente tem que encarar a pastagem como uma cultura, uma lavoura. E o pecuarista tem que pensar em adubação, só que não adianta adubar se não controlar plantas daninhas. Não adianta adubar se o pasto for um pasto grande porque vai produzir tanto pasto e ele vai perder. Então a primeira coisa que eu faço em uma fazenda quando eu chego para prestar consultoria: vamos ver o mapa, vamos ver as divisões, vamos fazer mais divisões porque você começa a melhorar o manejo e controlar plantas daninhas, aí depois vem a adubação”, respondeu o agrônomo. Leia mais.

2 comentários

  1. Márcia Regina Corrêa santos em 2 de junho de 2019 às 17:17

    Gostaria de saber as últimas novidades sobre a pesca?

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Pecuária » Você viu? saiba qual o primeiro passo para intensificar o uso de pastagens

TOP 5 PECUÁRIA

Você viu? saiba qual o primeiro passo para intensificar o uso de pastagens

O segundo lugar entre as matérias mais lidas da semana de pecuária mostrou que os frigoríficos pagam R$ 2 a mais por boi para atender a demanda chinesa

02 de junho de 2019 às 13h08
Por Canal Rural

Apesar de ser um dos maiores produtores de carne bovina do mundo e o principal exportador em volume, o Brasil pecuário ainda tem questões a resolver, como, por exemplo, a taxa de lotação, cuja média é de cerca de 0,7 UA por hectare. Na última segunda, dia 27, o Giro do Boi falou sobre a importância da intensificação do uso de pastagens em entrevista com o engenheiro agrônomo, pós-graduado em pastagens pela Esalq-USP e consultor do Circuito da Pecuária, Wagner Pires, autor do recém-lançado livro “Pastagem Sustentável de A a Z”.

O segundo lugar entre as matérias mais lidas da semana de pecuária com estudo que mostra que os frigoríficos pagam R$ 2 a mais por boi para atender a demanda China. Completam nosso ranking uma operação da Polícia Civil que investigou um furto de gado e descobre venda ilegal de carne, confinamento e muito mais, confira!

5° Confinamento é uma das melhores estratégias para aumentar produção a pasto, afirma veterinário

confinamento

Em entrevista ao Giro do Boi da última quinta-feira, dia 30, o médico veterinário e consultor Rodrigo Meirelles, da Meirelles Agroeficiência, apresentou o confinamento como solução para o pecuarista aumentar o desfrute da produção a pasto em sua fazenda. Na entressafra, quando as pastagens perdem sua capacidade de lotação, a terminação em cocho pode aliviar a pressão sobre as forrageiras, garantindo a recuperação das gramíneas sem degradá-las. Saiba mais aqui! 

4° Polícia Civil investiga furto de gado e descobre venda ilegal de carne

Polícia civil investiga roubo de gado e descobre venda ilegal de carne no Rio Grande do Sul

A Polícia Civil apreendeu 424,6 quilos de carne imprópria para o consumo e sem procedência nesta quarta-feira, dia 29. A Operação Carne Fraca, realizada no município de Taquara (RS), terminou com a prisão de três pessoas e apreensão de quatro armas de fogo e munições. Leia a matéria completa aqui.

3° Brasil bate recorde e é o principal exportador de carne bovina do mundo

carne bovina

Foto: Pixabay

As exportações de carne bovina brasileira atingiram um novo recorde histórico em 2018. Com o resultado, o país se consolidou como principal exportador do mundo. O setor comemora o recorde de exportações de carne bovina; 30% do que se produz no país vai para o mercado externo.

De acordo com o consultor de mercado da FC Stone Caio Toledo, ser o principal exportador é extremamente positivo para o Brasil, que deve se consolidar ainda mais. Confira a entrevista completa. 

2° Frigoríficos pagam R$ 2 a mais por boi gordo para atender a China

A oferta de animais regulada e a demanda externa por carne bovina aquecida têm sustentado as cotações da arroba do boi gordo. De acordo com a Scot Consultoria, alguns frigoríficos, inclusive, estão ofertando até R$ 2 a mais por arroba para bovinos que atendam critérios de qualidade para embarques para o mercado chinês.

1° Nem adubação, nem herbicida: saiba qual o primeiro passo para intensificar o uso de suas pastagens

intensificacao-pastagem-primeiro-passo-wagner-pires

Apesar de ser um dos maiores produtores de carne bovina do mundo e o principal exportador em volume, o Brasil pecuário ainda tem questões a resolver, como, por exemplo, a taxa de lotação, cuja média é de cerca de 0,7 UA/ha. Nesta segunda, 27, o Giro do Boi falou sobre a importância da intensificação do uso de pastagens em entrevista com o engenheiro agrônomo, pós-graduado em pastagens pela Esalq-USP e consultor do Circuito da Pecuária, Wagner Pires, autor do recém-lançado livro “Pastagem Sustentável de A a Z”.

Pires falou em sua entrevista a respeito do primeiro passo para o aumento do desfrute da pecuária brasileira. Seria adubação? Ou a aplicação de defensivos? A resposta não é nenhum destes dois manejos, mas sim a divisão da fazenda em piquetes menores.

“A gente tem que encarar a pastagem como uma cultura, uma lavoura. E o pecuarista tem que pensar em adubação, só que não adianta adubar se não controlar plantas daninhas. Não adianta adubar se o pasto for um pasto grande porque vai produzir tanto pasto e ele vai perder. Então a primeira coisa que eu faço em uma fazenda quando eu chego para prestar consultoria: vamos ver o mapa, vamos ver as divisões, vamos fazer mais divisões porque você começa a melhorar o manejo e controlar plantas daninhas, aí depois vem a adubação”, respondeu o agrônomo. Leia mais.

2 comentários

  1. Márcia Regina Corrêa santos em 2 de junho de 2019 às 17:17

    Gostaria de saber as últimas novidades sobre a pesca?

Deixe um Comentário





Mais Notícias