Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Pecuária » Mais lida: Pecuarista de 70 anos usa carriola para tratar bois no cocho

DESTAQUES DA SEMANA

Mais lida: Pecuarista de 70 anos usa carriola para tratar bois no cocho

Tudo o que você precisa saber para ficar bem informado e investir de maneira correta na sua propriedade; confira as notícias mais lidas da semana

13 de outubro de 2019 às 12h03
Por Canal Rural

A semana da pecuária brasileira foi marcada por dicas de lucratividade em fazendas de gado de corte. Afinal, como conseguir maior rentabilidade e aplicar os recursos de maneira inteligente e eficiente?

Confira também a história do pecuarista José Alves Lopes, o seu vaqueiro, que aos 70 anos mostra carinho e dedicação com a criação de animais, usando carriola para tratar bois no cocho. Veja tudo o que foi notícia na semana que passou:

5. Qual o melhor jeito de aplicar recursos em sua fazenda de gado de corte?

boi gordo

Foto: Secretaria de Agricultura de São Paulo

Concentre-se em gastar 35% do que você fatura, no máximo, em mão de obra permanente, insumos e rebanho e os outros 35% em todos os outros componentes. Veja as dicas!

4. 37% das fazendas de pecuária de corte do Brasil têm prejuízo

Foto: Giro do Boi

Além disso, 70% das propriedades avaliadas ganham menos de R$ 400/ha. Saiba mais!

3. Começa a temporada do “boi das águas”

Antes restrito à estação seca, quando as pastagens perdem sua capacidade de suporte, o confinamento se tornou uma ferramenta para toda obra dentro das fazendas que precisam da engorda intensiva como forma de manter sob controle os seus indicadores.Veja detalhes!

2. Qual é o “pulo do gato” para lucrar com pecuária de corte?

Foto: Fazenda Terra Boa

Para especialista,o foco central é produzir uma arroba que custe, no máximo, R$ 100. Confira a reportagem!

1. Pecuarista de 70 anos usa carriola para tratar bois no cocho; animais pesaram em média 20@

Foto: Giro do Boi

Foram ao menos 2.400 viagens com a carriola para levar comida para o gado que estava sendo engordado em cocho no Sítio Rio Preto, localizado em Santa Luzia d’Oeste, Rondônia. Saiba mais!

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Pecuária » Mais lida: Pecuarista de 70 anos usa carriola para tratar bois no cocho

DESTAQUES DA SEMANA

Mais lida: Pecuarista de 70 anos usa carriola para tratar bois no cocho

Tudo o que você precisa saber para ficar bem informado e investir de maneira correta na sua propriedade; confira as notícias mais lidas da semana

13 de outubro de 2019 às 12h03
Por Canal Rural

A semana da pecuária brasileira foi marcada por dicas de lucratividade em fazendas de gado de corte. Afinal, como conseguir maior rentabilidade e aplicar os recursos de maneira inteligente e eficiente?

Confira também a história do pecuarista José Alves Lopes, o seu vaqueiro, que aos 70 anos mostra carinho e dedicação com a criação de animais, usando carriola para tratar bois no cocho. Veja tudo o que foi notícia na semana que passou:

5. Qual o melhor jeito de aplicar recursos em sua fazenda de gado de corte?

boi gordo

Foto: Secretaria de Agricultura de São Paulo

Concentre-se em gastar 35% do que você fatura, no máximo, em mão de obra permanente, insumos e rebanho e os outros 35% em todos os outros componentes. Veja as dicas!

4. 37% das fazendas de pecuária de corte do Brasil têm prejuízo

Foto: Giro do Boi

Além disso, 70% das propriedades avaliadas ganham menos de R$ 400/ha. Saiba mais!

3. Começa a temporada do “boi das águas”

Antes restrito à estação seca, quando as pastagens perdem sua capacidade de suporte, o confinamento se tornou uma ferramenta para toda obra dentro das fazendas que precisam da engorda intensiva como forma de manter sob controle os seus indicadores.Veja detalhes!

2. Qual é o “pulo do gato” para lucrar com pecuária de corte?

Foto: Fazenda Terra Boa

Para especialista,o foco central é produzir uma arroba que custe, no máximo, R$ 100. Confira a reportagem!

1. Pecuarista de 70 anos usa carriola para tratar bois no cocho; animais pesaram em média 20@

Foto: Giro do Boi

Foram ao menos 2.400 viagens com a carriola para levar comida para o gado que estava sendo engordado em cocho no Sítio Rio Preto, localizado em Santa Luzia d’Oeste, Rondônia. Saiba mais!

Deixe um Comentário





Mais Notícias