Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Pecuária » Fraude em aposentadorias de pescadores é alvo de operação da PF

SANTA CATARINA

Fraude em aposentadorias de pescadores é alvo de operação da PF

Segundo a polícia, os prejuízos à União, poderiam alcançar mais de R$ 4,5 milhões, somente com o pagamento aos beneficiados identificados até o momento

28 de junho de 2019 às 11h35
Por Canal Rural com informações do Estadão Conteúdo

Foto: Governo Federal

A Polícia Federal (PF) e Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária de Santa Catarina, iniciaram nesta sexta-feira, dia 28, a Operação Voo da Gaivota para combater suposta obtenção irregular de aposentadorias especiais para falsos pescadores. Policiais cumprem mandado de busca e apreensão na casa de um vereador de Balneário Gaivota, e que segundo informou a polícia, o Sindicato dos Pescadores Profissionais Artesanais da região está instalado no mesmo local.

A cidade de pouco mais de 10 mil habitantes é localizada no sul do Estado, a 246 km de Florianópolis. Segundo levantamento realizado pela Coordenação de Inteligência Previdenciária, os prejuízos à União, causados e futuros, poderiam alcançar mais de R$ 4,5 milhões, somente com o pagamento aos beneficiados identificados até o momento.

Ainda de acordo com a Polícia Federal, os investigados podem responder por estelionato previdenciário contínuo, estando sujeitos a penas de até de dez anos de prisão. O nome da operação faz referência à cidade onde reside a maioria dos envolvidos, informou a PF.

Em abril, o presidente Jair Bolsonaro junto ao Ministério da Agricultura anunciou um recadastramento de pescadores nacionais, e que o cruzamento de dados dos pescadores estava sendo realizado com outros bancos de dados do governo, tanto os do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) quanto de programas sociais, para filtrar irregularidades e permitir um melhor atendimento aos trabalhadores.

Nova call to action

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Pecuária » Fraude em aposentadorias de pescadores é alvo de operação da PF

SANTA CATARINA

Fraude em aposentadorias de pescadores é alvo de operação da PF

Segundo a polícia, os prejuízos à União, poderiam alcançar mais de R$ 4,5 milhões, somente com o pagamento aos beneficiados identificados até o momento

28 de junho de 2019 às 11h35
Por Canal Rural com informações do Estadão Conteúdo

Foto: Governo Federal

A Polícia Federal (PF) e Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária de Santa Catarina, iniciaram nesta sexta-feira, dia 28, a Operação Voo da Gaivota para combater suposta obtenção irregular de aposentadorias especiais para falsos pescadores. Policiais cumprem mandado de busca e apreensão na casa de um vereador de Balneário Gaivota, e que segundo informou a polícia, o Sindicato dos Pescadores Profissionais Artesanais da região está instalado no mesmo local.

A cidade de pouco mais de 10 mil habitantes é localizada no sul do Estado, a 246 km de Florianópolis. Segundo levantamento realizado pela Coordenação de Inteligência Previdenciária, os prejuízos à União, causados e futuros, poderiam alcançar mais de R$ 4,5 milhões, somente com o pagamento aos beneficiados identificados até o momento.

Ainda de acordo com a Polícia Federal, os investigados podem responder por estelionato previdenciário contínuo, estando sujeitos a penas de até de dez anos de prisão. O nome da operação faz referência à cidade onde reside a maioria dos envolvidos, informou a PF.

Em abril, o presidente Jair Bolsonaro junto ao Ministério da Agricultura anunciou um recadastramento de pescadores nacionais, e que o cruzamento de dados dos pescadores estava sendo realizado com outros bancos de dados do governo, tanto os do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) quanto de programas sociais, para filtrar irregularidades e permitir um melhor atendimento aos trabalhadores.

Nova call to action

Deixe um Comentário





Mais Notícias