Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Pecuária » Boi » Boi gordo tem dia estável; apenas SP registrou alta, de R$ 1 a arroba

MERCADO FÍSICO

Boi gordo tem dia estável; apenas SP registrou alta, de R$ 1 a arroba

As cotações foram impulsionadas na praça paulista pela demanda agressiva de frigoríficos de menor porte, que estão com escalas mais curtas

14 de agosto de 2019 às 20h25
Por Agência Safras
boi gordo

Foto: Comex do Brasil/divulgação

O mercado físico do boi gordo não registrou muitas mudanças nesta quarta, 14. A arroba subiu apenas em São Paulo, segundo a Safras & Mercado. O analista Fernando Henrique Iglesias diz que a alta na praça paulista foi provocada pelo comportamento ainda agressivo na compra por parte dos frigoríficos de menor porte. “Eles deparam com escalas de abate encurtadas [entre dois a quatro dias úteis] e atuam de maneira mais impetuosa na compra de gado”, diz.

Já os frigoríficos de maior porte seguem posicionados confortavelmente, contando com matéria-prima originada de outras modalidades de negociação, como o boi a termo, garantindo prazos mais alongados.

Em São Paulo, a arroba ficou a R$ 157 ante R$ 156 no fechamento anterior. Em Uberaba (MG), o preço ficou em R$ 148, estável. Em Dourados (MS), as cotações continuam em R$ 144. A praça de Goiânia (GO) também não registrou variação, com a arroba a R$ 144. Em Mato Grosso, a arroba terminou a R$ 142, sem alteração.

No atacado, os preços da carne bovina também ficaram estáveis. Conforme Iglesias, a reposição entre atacado e varejo tende a se tornar menos efetiva durante a segunda quinzena do mês, avaliando o menor apelo ao consumo.

Por sua vez, a demanda destinada à exportação permanece aquecida, avaliando a severidade do surto de peste suína africana que está dizimando o rebanho chinês, fazendo com que o país asiático apresenta uma grande necessidade de importação.

O quilo do corte traseiro seguiu a R$ 11,15. O dianteiro ficou a R$ 8,65 por quilo. Já a ponta de agulha permaneceu em R$ 8,10 o quilo.

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Pecuária » Boi » Boi gordo tem dia estável; apenas SP registrou alta, de R$ 1 a arroba

MERCADO FÍSICO

Boi gordo tem dia estável; apenas SP registrou alta, de R$ 1 a arroba

As cotações foram impulsionadas na praça paulista pela demanda agressiva de frigoríficos de menor porte, que estão com escalas mais curtas

14 de agosto de 2019 às 20h25
Por Agência Safras
boi gordo

Foto: Comex do Brasil/divulgação

O mercado físico do boi gordo não registrou muitas mudanças nesta quarta, 14. A arroba subiu apenas em São Paulo, segundo a Safras & Mercado. O analista Fernando Henrique Iglesias diz que a alta na praça paulista foi provocada pelo comportamento ainda agressivo na compra por parte dos frigoríficos de menor porte. “Eles deparam com escalas de abate encurtadas [entre dois a quatro dias úteis] e atuam de maneira mais impetuosa na compra de gado”, diz.

Já os frigoríficos de maior porte seguem posicionados confortavelmente, contando com matéria-prima originada de outras modalidades de negociação, como o boi a termo, garantindo prazos mais alongados.

Em São Paulo, a arroba ficou a R$ 157 ante R$ 156 no fechamento anterior. Em Uberaba (MG), o preço ficou em R$ 148, estável. Em Dourados (MS), as cotações continuam em R$ 144. A praça de Goiânia (GO) também não registrou variação, com a arroba a R$ 144. Em Mato Grosso, a arroba terminou a R$ 142, sem alteração.

No atacado, os preços da carne bovina também ficaram estáveis. Conforme Iglesias, a reposição entre atacado e varejo tende a se tornar menos efetiva durante a segunda quinzena do mês, avaliando o menor apelo ao consumo.

Por sua vez, a demanda destinada à exportação permanece aquecida, avaliando a severidade do surto de peste suína africana que está dizimando o rebanho chinês, fazendo com que o país asiático apresenta uma grande necessidade de importação.

O quilo do corte traseiro seguiu a R$ 11,15. O dianteiro ficou a R$ 8,65 por quilo. Já a ponta de agulha permaneceu em R$ 8,10 o quilo.

Deixe um Comentário





Mais Notícias