Home » Notícias » Pecuária » Boi » Boi gordo: frigoríficos seguem ausentes das compras

PECUÁRIA

Boi gordo: frigoríficos seguem ausentes das compras

A consultoria Safras&Mercado indica que unidades de maior porte ainda desfrutam de uma situação de maior conforto nas escalas de abate

30 de julho de 2019 às 08h31
Por Agência Safras
bois zebu no pasto

Foto: José Maria Matos

O mercado físico de boi gordo apresentou preços estáveis nesta segunda-feira, dia 29. Segundo a consultoria Safras & Mercado, a maioria dos frigoríficos esteve ausente da compra de gado, avaliando as melhores estratégias para a semana. 

“Ao mesmo tempo, os frigoríficos de maior porte ainda desfrutam de uma situação de maior conforto, avaliando a incidência de boi a termo e de outras modalidades de parceria. Agora, mesmo os frigoríficos de menor porte sinalizam para uma posição de relativo conforto em sua programação, com escalas de abate posicionadas entre quatro e seis dias úteis”, disse o analista de mercado Fernando Henrique Iglesias,

Veja o fechamento:

  • São Paulo: R$ 154 a arroba
  • Uberaba (MG):  R$ 147 por arroba
  • Dourados (MS): R$ 142 a arroba
  • Goiânia (GO): R$ 140 por arroba
  • Mato Grosso:  R$ 140 a arroba

Atacado 

No atacado, os preços da carne bovina também seguiram estáveis. A tendência ainda é de recuperação dos preços durante a primeira quinzena de agosto, período que conta com maior apelo ao consumo. “Além disso, as comemorações relacionadas ao Dia dos Pais também motivarão a demanda e levam a crer em movimentos mais consistentes de alta”, assinalou.

O corte traseiro seguiu em R$ 11 por quilo. O corte dianteiro continuou em R$ 8,65 por quilo. Já a ponta de agulha permaneceu em R$ 7,90 o quilo.

Nova call to action

Deixe um Comentário





Home » Notícias » Pecuária » Boi » Boi gordo: frigoríficos seguem ausentes das compras

PECUÁRIA

Boi gordo: frigoríficos seguem ausentes das compras

A consultoria Safras&Mercado indica que unidades de maior porte ainda desfrutam de uma situação de maior conforto nas escalas de abate

30 de julho de 2019 às 08h31
Por Agência Safras
bois zebu no pasto

Foto: José Maria Matos

O mercado físico de boi gordo apresentou preços estáveis nesta segunda-feira, dia 29. Segundo a consultoria Safras & Mercado, a maioria dos frigoríficos esteve ausente da compra de gado, avaliando as melhores estratégias para a semana. 

“Ao mesmo tempo, os frigoríficos de maior porte ainda desfrutam de uma situação de maior conforto, avaliando a incidência de boi a termo e de outras modalidades de parceria. Agora, mesmo os frigoríficos de menor porte sinalizam para uma posição de relativo conforto em sua programação, com escalas de abate posicionadas entre quatro e seis dias úteis”, disse o analista de mercado Fernando Henrique Iglesias,

Veja o fechamento:

  • São Paulo: R$ 154 a arroba
  • Uberaba (MG):  R$ 147 por arroba
  • Dourados (MS): R$ 142 a arroba
  • Goiânia (GO): R$ 140 por arroba
  • Mato Grosso:  R$ 140 a arroba

Atacado 

No atacado, os preços da carne bovina também seguiram estáveis. A tendência ainda é de recuperação dos preços durante a primeira quinzena de agosto, período que conta com maior apelo ao consumo. “Além disso, as comemorações relacionadas ao Dia dos Pais também motivarão a demanda e levam a crer em movimentos mais consistentes de alta”, assinalou.

O corte traseiro seguiu em R$ 11 por quilo. O corte dianteiro continuou em R$ 8,65 por quilo. Já a ponta de agulha permaneceu em R$ 7,90 o quilo.

Nova call to action

Deixe um Comentário





Mais Notícias