Home » Notícias » Pecuária » Boi: balança gera própria energia e pesa o gado sem levar para o curral

TOP 5 PECUÁRIA

Boi: balança gera própria energia e pesa o gado sem levar para o curral

Reportagens sobre a família de Mato Grosso que aumentou a produção de leite em 49% e dicas para o pecuarista virar um empresário de sucesso também estão entre as mais lidas da semana

14 de julho de 2019 às 17h02
Por Canal Rural
balança boi

Foto: Giro do Boi

Um dos principais destaques no site do Canal Rural nesta semana foi a reportagem sobre uma balança sustentável e com tecnologia inovadora desenvolvida na Embrapa Gado de Corte, em Campo Grande (MS). O pesquisador e pós-doutor em medicina veterinária Pedro Paulo Pires explica que a ferramenta foi criada para eliminar uma das principais dificuldades do manejo de pesagem, que é levar o gado para o curral. Na fazenda, a balança deve estar localizada no meio de um piquete, em um local de afunilamento para acesso dos animais a um bebedouro, cocho ou praça de alimentação.

Confira as matérias mais lidas da semana sobre pecuária:

5º-Do “tocador de fazenda” ao empresário rural: o desafio de gestão para o pecuarista de sucesso

sucesso, curso, carreira, gestão, empresário

Foto: Pixabay

Em entrevista ao programa Giro do Boi, a gerente de consultoria do Rabobank Brasil Daniela Sampaio falou sobre os desafios de gestão que o pecuarista enfrenta. Ela faz o questionamento “Como saber se você está se comportando como ‘tocador de fazenda’?” e através de algumas reflexões dá dicas para o criador aproveitar espaços para melhorias e se encaixar em um perfil de sucesso. Veja a entrevista completa.

4°-Família de Mato Grosso aumenta produção de leite em 49%

Foto: Senar-MT

O produtor rural Cristino Ferreira Rodrigues, de Pontes e Lacerda (MT), e sua família conseguiram aumentar a produção de leite em 49% no período de três anos. O criador conta que o resultado foi obtido através do programa de Assistência Técnica e Gerencial, do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT), onde a esposa, o pai e a mãe mudaran a forma de ver a cadeia produtiva do leite e passaram a investir na diversificação das atividades dentro da propriedade. Na média, o aumento de leite produzido pelas vacas em lactação na propriedade subiu 22,9%.

“Passamos a produzir comida para o tempo da seca e, assim, nosso rebanho está sempre bem alimentado e mantém uma boa média de produção ao longo de todo o ano”, afirma. Confira a reportagem completa.

3º-Doenças intestinais no rebanho podem acabar com o lucro do pecuarista

Foto: Madson Maranhão/ Seagro-TO

A capacidade de absorção de nutrientes em bovinos pode ser comprometida pelas doenças intestinais, ocorrências relativamente comuns na pecuária. Entre os problemas intestinais, a coccidiose vem sendo caracterizada como uma das ocorrências mais  severas. Ela é causada por um protozoário que pode infectar os animais através da ingestão de água ou de alimentos contaminados.

Durante seu ciclo biológico, esse tipo de protozoário rompe as células do intestino do animal, prejudicando seriamente a absorção dos nutrientes e, consequentemente, afetando o desenvolvimento. Entenda mais a doença e saiba como evitar.

2°-Frente fria faz oferta de boiadas aumentar mas mercado de novilhas é comprador

novilhas, vacas

Foto: Luiz Gustavo Pereira/ Embrapa Gado de Leite

O aumento da oferta de boiadas durante esta semana, em razão de uma frente fria severa que atingiu parte do Brasil, pressionou a cotação do boi gordo, de acordo com análise da Scot Consultoria. Em São Paulo, que esteve entre os estados atingidos, a cotação do boi gordo caiu R$ 1 por arroba na última quinta-feira, 11, em comparação com o dia anterior.

O quadro para o mercado de novilhas gordas, por sua vez, é comprador. De acordo com a consultoria, a procura está aquecida e os preços firmes.

1°-Embrapa desenvolve balança sustentável que gera a própria energia e pesa o gado sem levar para o curral

balança boi

Foto: Giro do Boi

A Embrapa Gado de Corte, em Campo Grande (MS), desenvolveu uma balança sustentável e com tecnologia inovadora. O pesquisador e pós-doutor em medicina veterinária Pedro Paulo Pires explica que a ferramenta foi criada para eliminar uma das principais dificuldades do manejo de pesagem, que é levar o gado para o curral.

A pesagem é feita de modo individual, o que aumenta a precisão na gestão da fazenda, como, por exemplo, facilitando a identificação do famigerado “boi ladrão” ou então apontando com rapidez uma matriz que tenha abortado recentemente e precise de cuidados especiais, tudo isto sem o ônus do estresse de fechar o gado no curral. A balança pode ser ferramenta útil também para o giro da boiada dentro da porteira, apontando quais animais estão próximos do ponto ótimo de abate, ou então indicando, em caso de necessidade de reforço de caixa, quais precisam receber suplementação para acelerar a engorda. Saiba mais aqui!

 

Deixe um Comentário





Home » Notícias » Pecuária » Boi: balança gera própria energia e pesa o gado sem levar para o curral

TOP 5 PECUÁRIA

Boi: balança gera própria energia e pesa o gado sem levar para o curral

Reportagens sobre a família de Mato Grosso que aumentou a produção de leite em 49% e dicas para o pecuarista virar um empresário de sucesso também estão entre as mais lidas da semana

14 de julho de 2019 às 17h02
Por Canal Rural
balança boi

Foto: Giro do Boi

Um dos principais destaques no site do Canal Rural nesta semana foi a reportagem sobre uma balança sustentável e com tecnologia inovadora desenvolvida na Embrapa Gado de Corte, em Campo Grande (MS). O pesquisador e pós-doutor em medicina veterinária Pedro Paulo Pires explica que a ferramenta foi criada para eliminar uma das principais dificuldades do manejo de pesagem, que é levar o gado para o curral. Na fazenda, a balança deve estar localizada no meio de um piquete, em um local de afunilamento para acesso dos animais a um bebedouro, cocho ou praça de alimentação.

Confira as matérias mais lidas da semana sobre pecuária:

5º-Do “tocador de fazenda” ao empresário rural: o desafio de gestão para o pecuarista de sucesso

sucesso, curso, carreira, gestão, empresário

Foto: Pixabay

Em entrevista ao programa Giro do Boi, a gerente de consultoria do Rabobank Brasil Daniela Sampaio falou sobre os desafios de gestão que o pecuarista enfrenta. Ela faz o questionamento “Como saber se você está se comportando como ‘tocador de fazenda’?” e através de algumas reflexões dá dicas para o criador aproveitar espaços para melhorias e se encaixar em um perfil de sucesso. Veja a entrevista completa.

4°-Família de Mato Grosso aumenta produção de leite em 49%

Foto: Senar-MT

O produtor rural Cristino Ferreira Rodrigues, de Pontes e Lacerda (MT), e sua família conseguiram aumentar a produção de leite em 49% no período de três anos. O criador conta que o resultado foi obtido através do programa de Assistência Técnica e Gerencial, do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT), onde a esposa, o pai e a mãe mudaran a forma de ver a cadeia produtiva do leite e passaram a investir na diversificação das atividades dentro da propriedade. Na média, o aumento de leite produzido pelas vacas em lactação na propriedade subiu 22,9%.

“Passamos a produzir comida para o tempo da seca e, assim, nosso rebanho está sempre bem alimentado e mantém uma boa média de produção ao longo de todo o ano”, afirma. Confira a reportagem completa.

3º-Doenças intestinais no rebanho podem acabar com o lucro do pecuarista

Foto: Madson Maranhão/ Seagro-TO

A capacidade de absorção de nutrientes em bovinos pode ser comprometida pelas doenças intestinais, ocorrências relativamente comuns na pecuária. Entre os problemas intestinais, a coccidiose vem sendo caracterizada como uma das ocorrências mais  severas. Ela é causada por um protozoário que pode infectar os animais através da ingestão de água ou de alimentos contaminados.

Durante seu ciclo biológico, esse tipo de protozoário rompe as células do intestino do animal, prejudicando seriamente a absorção dos nutrientes e, consequentemente, afetando o desenvolvimento. Entenda mais a doença e saiba como evitar.

2°-Frente fria faz oferta de boiadas aumentar mas mercado de novilhas é comprador

novilhas, vacas

Foto: Luiz Gustavo Pereira/ Embrapa Gado de Leite

O aumento da oferta de boiadas durante esta semana, em razão de uma frente fria severa que atingiu parte do Brasil, pressionou a cotação do boi gordo, de acordo com análise da Scot Consultoria. Em São Paulo, que esteve entre os estados atingidos, a cotação do boi gordo caiu R$ 1 por arroba na última quinta-feira, 11, em comparação com o dia anterior.

O quadro para o mercado de novilhas gordas, por sua vez, é comprador. De acordo com a consultoria, a procura está aquecida e os preços firmes.

1°-Embrapa desenvolve balança sustentável que gera a própria energia e pesa o gado sem levar para o curral

balança boi

Foto: Giro do Boi

A Embrapa Gado de Corte, em Campo Grande (MS), desenvolveu uma balança sustentável e com tecnologia inovadora. O pesquisador e pós-doutor em medicina veterinária Pedro Paulo Pires explica que a ferramenta foi criada para eliminar uma das principais dificuldades do manejo de pesagem, que é levar o gado para o curral.

A pesagem é feita de modo individual, o que aumenta a precisão na gestão da fazenda, como, por exemplo, facilitando a identificação do famigerado “boi ladrão” ou então apontando com rapidez uma matriz que tenha abortado recentemente e precise de cuidados especiais, tudo isto sem o ônus do estresse de fechar o gado no curral. A balança pode ser ferramenta útil também para o giro da boiada dentro da porteira, apontando quais animais estão próximos do ponto ótimo de abate, ou então indicando, em caso de necessidade de reforço de caixa, quais precisam receber suplementação para acelerar a engorda. Saiba mais aqui!

 

Deixe um Comentário





Mais Notícias