DECISÃO QUE IMPACTA A CADEIA PRODUTIVA

Walmart vai parar de vender ovos de galinha confinada em gaiolas

A gigante varejista tem 470 lojas no Brasil; para ONG, decisão atende à demanda de clientes ‘cada vez mais preocupados com o sofrimento dos animais’

ovos de galinha confinadas em gaiolas
Foto: Semagro-MS

O Walmart, um dos maiores varejistas em operação no país, anunciou compromisso de eliminar a venda de ovos de galinhas submetidas a confinamento em gaiolas para todas as operações no Brasil. A rede de supermercados, que tem 471 lojas físicas distribuídas em 18 estados e no Distrito Federal, firmou o compromisso de terminar a transição até 2028.

O anúncio se deu após negociações com a Mercy For Animals, maior organização do mundo com foco na proteção e defesa de animais considerados de consumo, e outras ONGs que atuam na causa. “A Mercy For Animals reconhece a iniciativa do Walmart, que por meio desse compromisso demonstra estar atento às novas demandas dos seus consumidores, cada vez mais preocupados com a origem dos seus alimentos e com a questão do sofrimento dos animais”, afirma em comunicado Sandra Lopes, diretora executiva da organização.

Nova call to action

No comunicado, a Mercy for Animals afirma que empresas líderes de mercado já estão comprometidas a não mais operar com ovos de galinhas confinadas em gaiolas em suas cadeias de suprimentos. Ao todo, mais de 100  já anunciaram políticas nesse sentido no Brasil, entre elas McDonald’s, Burger King, Subway, Spoleto, Forno de Minas, Unilever, Danone e Nestlé.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


3 comentário em “Walmart vai parar de vender ovos de galinha confinada em gaiolas

css.php
Assine grátis a melhor newsletter sobre agronegócios do Brasil