PERSPECTIVAS

Órgão internacional reduz projeção para safra global de algodão 2017/2018

A previsão ainda permanece mais de 10% acima da produção do ciclo passado

Fonte: Antonio Alencar/Canal Rural

O Comitê Consultivo Internacional do Algodão (Icac, na sigla em inglês) reduziu sua projeção para produção global da fibra no ano comercial 2017/2018, que termina em 31 de julho. A nova estimativa, de 25,43 milhões de toneladas, representa queda de 0,31% ante a previsão anterior e aumento de 10,61% em relação à produção do ciclo passado. O aumento ante 2016/2017 se deve ao incremento de área plantada, segundo o Icac.

Nos Estados Unidos é esperado um aumento da produção de 25%, para 4,7 milhões de toneladas. A Índia deve se manter como o principal produtor, com 6,2 milhões de toneladas, crescimento de 8,7%. A China deve produzir 5,2 milhões de toneladas, crescimento de 7,1%.

Após a estagnação em 2016/2017, espera-se que a demanda mundial de algodão aumente 3% em 2017/2018, para 25,2 milhões de toneladas. O uso da indústria chinesa deverá permanecer estável em 8,1 milhões de toneladas, enquanto a Índia e o Paquistão deverão ampliar o consumo em 3% e 4%, respectivamente.

O comitê projeta que a demanda no Vietnã cresça 12%, para 1,3 milhão de toneladas. Um crescimento moderado de 2% a 3% é esperado pelo Icac para o consumo em Bangladesh, Turquia e Estados Unidos.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *