avanço

IBGE: reduz estimativa de queda da safra para 6% em 2018

O resultado é um pouco melhor do que a divulgada em agosto, que previa uma queda de 6,2% em relação ao ano passado

Fonte: Eduard Korniyenko/ Reuters

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quinta-feira, dia 11, uma nova estimativa de safra de cereais, leguminosas e oleaginosas para 2018. De acordo com o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) realizado em setembro, a produção deste ano deve ser 6% inferior à do ano passado.

Com isso, espera-se que o ano feche com uma safra de 226,2 milhões de toneladas desses produtos. A estimativa é um pouco melhor do que a divulgada em agosto, que previa uma queda de 6,2% em relação ao ano passado.

Entre as três principais lavouras, que responderão por 92,8% da produção de grãos, apenas a soja deverá fechar o ano com alta com 2%. São esperadas quedas de 18,6% para o milho e de 5,7% para o arroz.

Entre os outros principais produtos, são estimadas altas de 25,1% para o algodão herbáceo de caroço e de 37,9% para o trigo. São esperadas, no entanto, quedas de 3,2% para o feijão e de 2,2% para o sorgo.

Além de cereais, leguminosas e oleaginosas, o IBGE também apresenta estimativas para produtos importantes, como a cana-de-açúcar, maior lavoura agrícola do país. A cana deve encerrar o ano com queda de 2,2%. Já o café deve ter alta de 24%.

Outros produtos devem ter as seguintes quedas: banana com 6,2%, batata-inglesa  queda de 8,5%, laranja com 8,4%, mandioca 3,3% e tomate com 3%.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Assine grátis a melhor newsletter sobre agronegócios do Brasil