Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Brumadinho: filho de produtor nadou por uma hora para se salvar

SOBREVIVENTE

Brumadinho: filho de produtor nadou por uma hora para se salvar

O adolescente estava no riacho próximo à barragem no momento do rompimento. Ele ficou internado na UTI, em observação, porque teve muitos ferimentos

03 de fevereiro de 2019 às 15h50
Por Agência Brasil/TV Brasil
Brumadinho, barragem, Vale, minério, lama tóxica

Foto: Pablo Valler/Arquivo pessoal

O produtor rural Ronaldo Gomes de Oliveira, de 41 anos, estava no campo com a mulher, um funcionário e um dos filhos, quando a barragem se rompeu em Brumadinho (MG). Segundo ele, foi “avisado” por um barulho ensurdecedor de vento e uma poeira que tomou conta do ar. Foi o tempo para todos correrem até o alto de um morro na tentativa de escapar.

O que Oliveira não sabia é que outro filho, Ronan Otávio Gomes dos Santos, de 14 anos, estava nadando no riacho próximo à barragem no momento do rompimento. O estudante conseguiu escapar, buscando abrigo na área mais seca e próxima do riacho. Segundo ele, foi mais de uma hora nadando.

Exausto, Ronan Gomes parou na área seca e desmaiou. Foi encontrado pelo irmão que o carregou por cerca de 1h30 até encontrar ajuda. O adolescente ficou internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em observação porque teve muitos ferimentos, inclusive nos olhos.

Após a tragédia, o estudante se emociona e chora com as lembranças. Ele contou que mesmo cansado e sem forças, caminhou pela mata fechada, pisou em espinhos e teve de escapar de aranhas.

“Não estava entendo nada. Foi aí que meu irmão me achou. Eu gritei”, contou o estudante. “Foi Deus que me ajudou”, disse. “Deus me deu outra oportunidade de estar com minha família”, acrescentou Ronan Gomes, que conseguiu levar junto com ele, o escudeiro, o cachorro Tigrão, mascote da família.

Planos

Agora Ronaldo Oliveira e a família buscam um local para retomar a plantação de hortaliças. Mas sem oportunidades, ele faz apenas planos. “Quero voltar a trabalhar de novo, tentar conseguir uma terra porque a nossa já não produz nada e por causa da água que está contaminada.”

BB vai prorrogar financiamentos de agricultores de Brumadinho

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Brumadinho: filho de produtor nadou por uma hora para se salvar

SOBREVIVENTE

Brumadinho: filho de produtor nadou por uma hora para se salvar

O adolescente estava no riacho próximo à barragem no momento do rompimento. Ele ficou internado na UTI, em observação, porque teve muitos ferimentos

03 de fevereiro de 2019 às 15h50
Por Agência Brasil/TV Brasil
Brumadinho, barragem, Vale, minério, lama tóxica

Foto: Pablo Valler/Arquivo pessoal

O produtor rural Ronaldo Gomes de Oliveira, de 41 anos, estava no campo com a mulher, um funcionário e um dos filhos, quando a barragem se rompeu em Brumadinho (MG). Segundo ele, foi “avisado” por um barulho ensurdecedor de vento e uma poeira que tomou conta do ar. Foi o tempo para todos correrem até o alto de um morro na tentativa de escapar.

O que Oliveira não sabia é que outro filho, Ronan Otávio Gomes dos Santos, de 14 anos, estava nadando no riacho próximo à barragem no momento do rompimento. O estudante conseguiu escapar, buscando abrigo na área mais seca e próxima do riacho. Segundo ele, foi mais de uma hora nadando.

Exausto, Ronan Gomes parou na área seca e desmaiou. Foi encontrado pelo irmão que o carregou por cerca de 1h30 até encontrar ajuda. O adolescente ficou internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em observação porque teve muitos ferimentos, inclusive nos olhos.

Após a tragédia, o estudante se emociona e chora com as lembranças. Ele contou que mesmo cansado e sem forças, caminhou pela mata fechada, pisou em espinhos e teve de escapar de aranhas.

“Não estava entendo nada. Foi aí que meu irmão me achou. Eu gritei”, contou o estudante. “Foi Deus que me ajudou”, disse. “Deus me deu outra oportunidade de estar com minha família”, acrescentou Ronan Gomes, que conseguiu levar junto com ele, o escudeiro, o cachorro Tigrão, mascote da família.

Planos

Agora Ronaldo Oliveira e a família buscam um local para retomar a plantação de hortaliças. Mas sem oportunidades, ele faz apenas planos. “Quero voltar a trabalhar de novo, tentar conseguir uma terra porque a nossa já não produz nada e por causa da água que está contaminada.”

BB vai prorrogar financiamentos de agricultores de Brumadinho

Deixe um Comentário





Mais Notícias