MERCADO

Exportações de farelo de soja crescem mais de 90% em fevereiro

Para analista, os problemas causados pela seca na Argentina podem aumentar a procura pelo produto brasileiro

Fonte: Canal Rural

O Brasil exportou 1,35 milhão de toneladas de farelo de soja em fevereiro de 2018, segundo dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). O volume é 90,5% maior do que o embarcado no mesmo período do ano passado, cerca de 711 mil toneladas. 

O resultado no mês passado demonstra uma melhora nos negócios internacionais, já que em janeiro os embarques caíram mais de 200 mil toneladas, passando de 1,39 milhão em janeiro de 2017 para 1,12 milhão neste ano. 

De acordo com o analista da Scot Consultoria Rafael Ribeiro, a menor disponibilidade de grão e de farelo na Argentina, com a falta de chuvas no país vizinho e revisões para baixo da produção na temporada 2017/2018, deverá aumentar a demanda pelo produto brasileiro.

A Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) revisou para cima as exportações nacionais de farelo de soja. A expectativa é de que o Brasil embarque 16,20 milhões de toneladas do alimento concentrado em 2018. Este volume é 13,3% maior que as 14,30 milhões de toneladas exportadas em 2017.

Com relação aos preços, o farelo de soja exportado em fevereiro ficou cotado, em média, em US$ 355,44 por tonelada, alta de 1,4% na comparação mensal e aumento de 5,1% frente a fevereiro de 2017.

No mercado interno, segundo levantamento da Scot Consultoria, a tonelada do farelo de soja está cotada, em média, em R$ 1.343,45 em São Paulo, sem o frete. Isso representa aumento de 12,7% no custo em comparação com o mesmo período do ano passado.

Os preços subiram 22,4% desde o começo do ano, influenciados pela situação na Argentina e atrasos na colheita da safra brasileira.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *