Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Exportação de carnes suína, bovina e de frango cresce em outubro

BOA NOTÍCIA

Exportação de carnes suína, bovina e de frango cresce em outubro

Dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) indicam que Brasil embarcou mais em relação ao mesmo período do ano passado

02 de novembro de 2018 às 10h06
Por Estadão Conteúdo

Foto: Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

As exportações brasileiras de carnes bovina, suína e frango in natura cresceram em outubro ante igual período de 2017. Já em relação a setembro deste ano, apenas os embarques das proteínas suína e de frango registraram alta.

Dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) mostram que o Brasil embarcou 135,9 mil toneladas de carne bovina, aumento de 14,5% na variação anual. No entanto, em relação a setembro, houve queda de 9,8%.

Em receita, as vendas externas de carne bovina atingiram US$ 529,7 milhões em outubro, aumento de 5,7% em relação ao mesmo período do ano passado, mas baixa de 11% ante setembro. Na variação mensal, o faturamento foi pressionado pela desvalorização do dólar nas últimas semanas.

Frango

Já as exportações de carne de frango in natura totalizaram 338,1 mil toneladas em outubro, praticamente estáveis no comparativo anual, com um leve aumento de 0,86%. Quanto comparado ao desempenho de setembro, o volume teve um ligeiro crescimento de 0,86%.

Em receita, os embarques somaram US$ 517,7 milhões, avanço de 0,25% ante o faturamento de setembro, mas 7,42% menor que os US$ 559,2 milhões registrados em outubro de 2017.

Carne suína

Os embarques de carne suína in natura registraram o melhor desempenho entre as três proteínas em volume. Foram exportadas 54,3 mil toneladas em outubro, aumento de 11% no comparativo anual e de 13% ante setembro.

O faturamento foi de US$ 97,3 milhões, montante 15,97% maior que o do mês anterior, de US$ 83,9 milhões, mas 18,71% inferior ao total de US$ 119,7 milhões obtido um ano antes.

Acumulado do ano

No acumulado dos dez primeiros meses de 2018, o desempenho da carne bovina in natura ainda é positivo. Os embarques somam 1,095 milhão de toneladas, 11,45% maiores do que as 982,5 mil toneladas embarcadas de janeiro a outubro de 2017.

No setor de carne de frango in natura, o Brasil exportou 3,131 milhões de toneladas de janeiro a outubro, 10,28% menos que os 3,490 milhões de toneladas de igual período de 2017.

Em relação à carne suína in natura, os embarques no acumulado do ano atingiram 450,4 mil toneladas, 10,38% menos que as 502,6 mil toneladas embarcadas em 2017.

Rússia reabre mercado para carnes suína e bovina do Brasil

Deixe um Comentário





Início » Notícias da Agropecuária » Notícias » Exportação de carnes suína, bovina e de frango cresce em outubro

BOA NOTÍCIA

Exportação de carnes suína, bovina e de frango cresce em outubro

Dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) indicam que Brasil embarcou mais em relação ao mesmo período do ano passado

02 de novembro de 2018 às 10h06
Por Estadão Conteúdo

Foto: Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

As exportações brasileiras de carnes bovina, suína e frango in natura cresceram em outubro ante igual período de 2017. Já em relação a setembro deste ano, apenas os embarques das proteínas suína e de frango registraram alta.

Dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) mostram que o Brasil embarcou 135,9 mil toneladas de carne bovina, aumento de 14,5% na variação anual. No entanto, em relação a setembro, houve queda de 9,8%.

Em receita, as vendas externas de carne bovina atingiram US$ 529,7 milhões em outubro, aumento de 5,7% em relação ao mesmo período do ano passado, mas baixa de 11% ante setembro. Na variação mensal, o faturamento foi pressionado pela desvalorização do dólar nas últimas semanas.

Frango

Já as exportações de carne de frango in natura totalizaram 338,1 mil toneladas em outubro, praticamente estáveis no comparativo anual, com um leve aumento de 0,86%. Quanto comparado ao desempenho de setembro, o volume teve um ligeiro crescimento de 0,86%.

Em receita, os embarques somaram US$ 517,7 milhões, avanço de 0,25% ante o faturamento de setembro, mas 7,42% menor que os US$ 559,2 milhões registrados em outubro de 2017.

Carne suína

Os embarques de carne suína in natura registraram o melhor desempenho entre as três proteínas em volume. Foram exportadas 54,3 mil toneladas em outubro, aumento de 11% no comparativo anual e de 13% ante setembro.

O faturamento foi de US$ 97,3 milhões, montante 15,97% maior que o do mês anterior, de US$ 83,9 milhões, mas 18,71% inferior ao total de US$ 119,7 milhões obtido um ano antes.

Acumulado do ano

No acumulado dos dez primeiros meses de 2018, o desempenho da carne bovina in natura ainda é positivo. Os embarques somam 1,095 milhão de toneladas, 11,45% maiores do que as 982,5 mil toneladas embarcadas de janeiro a outubro de 2017.

No setor de carne de frango in natura, o Brasil exportou 3,131 milhões de toneladas de janeiro a outubro, 10,28% menos que os 3,490 milhões de toneladas de igual período de 2017.

Em relação à carne suína in natura, os embarques no acumulado do ano atingiram 450,4 mil toneladas, 10,38% menos que as 502,6 mil toneladas embarcadas em 2017.

Rússia reabre mercado para carnes suína e bovina do Brasil

Deixe um Comentário





Mais Notícias