MERCADO FUTURO

Cotação média do milho acumula alta de 8% em maio

O pessimismo quanto à oferta da segunda safra e a paralisação dos caminhoneiros ajudaram a elevar o valor do cereal na B3

Fonte: Renata Silva/ Embrapa Rondônia

As cotações futuras do milho na bolsa B3, antiga BM&FBovespa, continuam apresentando valorização. Segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), os valores chegaram a fechar na última terça-feira, dia 22, em R$ 43,62 por saca. Com isso, até o momento, a média dos preços de maio já apresentou um incremento de 8,4% em relação ao observado em abril.

O pessimismo quanto à oferta da segunda safra brasileira segue sendo o principal fator das altas, além disso, a paralisação dos caminhoneiros no país já impacta a oferta imediata do cereal.

Clima
Em Mato Grosso, as chuvas atingiram grande parte das regiões na última semana, o que colabora para a melhora no peso do grão e na manutenção das lavouras, no entanto, algumas áreas já podem apresentar danos irreversíveis.

Assim, com a baixa disponibilidade do cereal e incertezas quanto à colheita da segunda safra, as preocupações têm sido estendidas também para o setor da pecuária, principalmente neste momento em que se intensifica a temporada de confinamento bovino no estado.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *