MERCADO

Cotação do café conilon cai quase 30% em 2017

Apesar da procura aquecida, a elevada produção interna e a maior safra do Vietnã ajudaram a diminuir o preço da saca

Fonte: Roberta Silveira/Canal Rural

Neste ano, os valores dos cafés arábica e conilon caíram de forma significativa de acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

Para o arábica, principalmente no início do ano, a pressão veio das baixas nas bolsas internacionais, apesar da menor produção na safra 2017/2018 devido à bienalidade negativa. Na segunda metade de 2017, as cotações internas e externas da variedade recuaram, devido aos estoques razoáveis nos países consumidores e à boa expectativa quanto à próxima temporada brasileira.

O indicador do café arábica Cepea/Esalq saiu de R$ 481,58 a saca no início do ano para R$ 448,24 no fechamento desta quarta-feira, dia 27. A queda foi de 7% no acumulado do ano.

Em relação ao café conilon, apesar da procura aquecida das torrefadoras, a queda esteve atrelada à elevada produção interna e às perspectivas de maiores ofertas nas temporadas 2018/2019 brasileira e 2017/18 do Vietnã.

Já o indicador do conilon Cepea/Esalq saiu de R$ 490,67 no início de 2017 para R$ 356,02 nesta quarta-feira, com recuo de expressivo 28% no período.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *